GP3 Series: Valtteri Bottas é o Campeão de 2011

O finlandês Valtteri Bottas (ART) sagrou-se Campeão da temporada 2011 da GP3. O titulo veio com a vitória na primeira prova da última etapa, disputada em Monza, na Itália.

Prova 1:

No sábado (10/09), Bottas venceu a primeira prova, garantindo por antecipação o título de 2011. O britânico James Calado, parceiro de Bottas; e seu principal rival, terminou em 2º, seguido pelo indonésio Rio Haryanto.

Quinto no grid, Bottas assumiu a liderança na 9ª volta, ao superar o alemão Nico Muller (Jenzer). Muller ainda tentou recuperar a ponta nas voltas seguintes, contudo acabou sendo superado por Calado.

Pouco depois o safety-car foi acionado. O britânico Adrian Quaife-Hobbs (Manor), que largou na pole, bateu na curva Ascari. Com o retorno da bandeira verde, Bottas se defendeu dos ataques de Calado nas voltas finais, recebendo a bandeirada com 0s378 de vantagem.

Haryanto e Muller trocaram de posição cinco vezes, nas três voltas finais, com o indonésio garantindo a 3ª posição. O suíço Simon Trummer (MW Arden) foi o 5º seguido pelo norte-americano Conor Daly (Carlin). O português Antonio Felix da Costa (Status) e o neozelandês Mitch Evans(MW Arden) completaram a zona de pontos.

O brasileiro Leonardo Cordeiro (Carlin) terminou na 13ª posição.

Final, prova 1:

1 – Valtteri Bottas – Lotus ART – 16 voltas em 30’03″132
2 – James Calado – Lotus ART – 0″378
3 – Rio Haryanto – Manor – 1″513
4 – Nico Muller – Jenzer – 2″121
5 – Simon Trummer – MW Arden – 4″297
6 – Conor Daly – Carlin – 4″375
7 – Antonio Felix Da Costa – Status – 4″816
8 – Mitch Evans – MW Arden – 5″937
9 – Nigel Melker – RSC Mucke – 5″986
10 – Richie Stanaway – Lotus ART – 8″572
11 – Callum MacLeod – Carlin – 12″435
12 – Michael Christensen – RSC Mucke – 12″879
13 – Leonardo Cordeiro – Carlin – 13″228
14 – Thomas Hylkema – Tech 1 – 17″131
15 – Daniel Mancinelli – RSC Mucke – 17″307
16 – Christopher Hurni – Jenzer – 24″474
17 – Gabby Chaves – Addax – 25″215
18 – Lewis Williamson – MW Arden – 25″941
19 – Marlon Stockinger – Atech CRS – 38″993
20 – Matias Laine – Manor – 40″122

Volta mais rápido: Rio Haryanto 1’45″194

Abandonos:

Maxim Zimin – Jenzer – 0
Vittorio Ghirelli – Addax – 0
Zoel Amberg – Atech CRS – 0
Ivan Lukashevich – Status – 2
Tamas Pal Kiss – Tech 1 – 8
Nick Yelloly – Atech CRS – 9
Adrian Quaife Hobbs – Manor – 10
Tom Dillmann – Addax – 13
Aaro Vainio – Tech 1 – 14
Alexander Sims – Status – 15

Prova 2:

No domingo (11/09), Felix da Costa venceu a segunda prova. Haryanto e Muller completaram o pódio.

Faltando cinco voltas para o final, Calado travou as rodas e escorregou na primeira curva, com Evans assumindo a liderança. Três voltas depois, o britânico partiu para retomar a ponta, no mesmo local. O neozelandês tentou a recuperação, com Calado saindo da pista no meio da chicane. Poucos metros depois, Calado acertou Evans, que abandonou.     

Na segunda chicane Felix da Costa superou Calado, que recebeu um drive-through. O vice-campeão não cumpriu a punição,     recebendo a bandeirada em 2º. Com o acréscimo de 20 segundos no tempo, Calado ciau para 14º.

Trummer foi o 4º, seguido pelos britânicos Callum MacLeod          (Carlin) e Quaife-Hobbs. O colombiano Gabby Chaves (Addax) e o finlandês Aaro Vainio (Tech 1) fecharam os oito primeiros.

O campeão Bottas recebeu um drive-through, por acertar Daly na volta inicial. No final ele garantiu um ponto com a melhor volta.

Cordeiro abandonou na 6ª volta.

Bottas somou 62pontos, sete a mais do que Calado. O holandês Nigel Melker foi o 3ºcom 38.

Final, prova 2:

1 – Antonio Felix Da Costa – Status – 16 voltas em 28’28″320
2 – Rio Haryanto – Manor – 0″720
3 – Nico Muller – Jenzer – 1″208
4 – Simon Trummer – MW Arden – 1″935
5 – Callum MacLeod – Carlin – 2″308
6 – Adrian Quaife Hobbs – Manor – 6”235
7 – Gabby Chaves – Addax – 7″027
8 – Aaro Vainio – Tech 1 – 7”599
9 – Tom Dillmann – Addax – 9”949
10 – Lewis Williamson – MW Arden – 10″128
11 – Michael Christensen – RSC Mucke – 10″699
12 – Tamas Pal Kiss – Tech 1 – 11”320
13 – Marlon Stockinger – Atech CRS – 11″426
14 – James Calado – Lotus ART – 20″397 *
15 – Daniel Mancinelli – RSC Mucke – 23″506
16 – Maxim Zimin – Jenzer – 39”759
17 – Valtteri Bottas – Lotus ART – 42″707
18 – Vittorio Ghirelli – Addax – 1’04”588
19 – Richie Stanaway – Lotus ART – 1’05″428
20 – Christopher Hurni – Jenzer – 1’34″972
* Punição de 20 segundos
Volta mais rápida: Valtteri Bottas 1’45″194

Abandonos:

Mitch Evans – MW Arden – 13 voltas
Nigel Melker – RSC Mucke – 9
Nick Yelloly – Atech CRS – 9
Leonardo Cordeiro – Carlin – 6
Matias Laine – Manor  – 5
Zoel Amberg – Atech CRS – 3
Ivan Lukashevich – Status – 3
Alexander Sims – Status – 1
Thomas Hylkema – Tech 1 – 1
Conor Daly – Carlin – 0

Campeonato, final:

1 Valtteri Bottas 62
2 James Calado 55
3 Nigel Melker 38
4 Nico Müller 36
5 Adrian Quaife-Hobbs 36
6 Alexander Sims 34
7 Rio Haryanto 31
8 Lewis Williamson 31
9 Mitch Evans 29
10 Andrea Caldarelli 20
11 Michael Christensen 19
12 Dean Smith 18
13 Antonio Felix da Costa 16
14 Tom Dillmann 15
15 Aaro Vainio 12
16 Tamás Pál Kiss 11
17 Conor Daly 10
18 Simon Trummer 9
19 Gabby Chaves     8
20 Richie Stanaway 7
21 Nick Yelloly 7
22 Luciano Bacheta 4
23 Callum Macleod 3
24 Alex Fontana 1
25 Pedro Nunes 0   
26 Ivan Lukashevich 0   
27 Maxim Zimin 0   
28 Vittorio Ghirelli 0
29 Christophe Hurni 0   
30 Matias Laine 0   
31 Daniel Morad 0   
32 Leonardo Cordeiro 0   
33 Thomas Hylkema 0   
34 Marlon Stockinger 0   
35 Zoël Amberg 0   
36 Dominic Storey  0  
37 Daniel Mancinelli  0 
38 Willi Steindl  0 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *