Grand-Am: Acidente tira Mario Haberfeld e Adrian Fernandez da prova de Watkins Glen

Protótipo da Lowe’s Fernandez Racing foi atingido por outro carro na 8ª volta.


A noite de sexta-feira (11/08) em Watkins Glen, Nova York (EUA), terminou mais cedo para os pilotos Mario Haberfeld (Lowe’s/Liofol/Grupo Orinter) e Adrian Fernandez. O Pontiac Riley da equipe Lowe’s Fernandez Racing abandonou a 12ª e antepenúltima etapa da temporada da Grand American Rolex Series na relargada da volta 8, após ser atingido por outro carro. A vitória foi da dupla da Chip Ganassi Racing, Scott Pruett e Luis Diaz.

Haberfeld largou em quinto lugar e manteve a posição nas 8 primeiras voltas, até ser atingido por Colin Braun (Krohn Racing) na relargada da primeira bandeira amarela da prova. O brasileiro rodou na pista e foi novamente atingido por Michael McDowell (Uniden Racing), que não conseguiu evitá-lo. Como punição, Braun teve que ficar 2 minutos parado nos boxes quando a corrida voltou novamente à bandeira verde. “Esperávamos terminar bem, porque, após apenas duas ou três voltas, o carro estava andando muito bem”, lamentou Haberfeld. “Estávamos andando junto com os líderes e eu me concentrei na nossa estratégia, de ficar com eles e tentar vencer no final, com o Adrian no carro. Infelizmente, uma pequena inexperiência de um piloto atrás de mim causou um grande dano a nós e ao carro 19 (de McDowell), nos tirando da prova. Ele foi punido pelo o que fez, mas fomos nós que ficamos de fora da corrida. Esta é a terceira vez este ano que fomos tocados por trás. Foi uma pena em Phoenix, porque poderíamos ter terminado no pódio, e acredito que tínhamos um carro para o pódio esta noite (sexta-feira). Pelo menos, continuamos mostrando que podemos correr com qualquer um e, espero, vamos ter um bom carro novamente e nos beneficiar dele nas duas últimas corridas”.

Adrian Fernandez lamentou o acidente por toda a sua equipe. O mexicano, que não chegou a correr ontem, disputa hoje a etapa da NASCAR Busch Series também em Watkins Glen. “É sempre desapontante quando você tem que encerrar o dia e não foi sua culpa. Eu me sinto mal por todos, porque tivemos um bom carro todo o fim de semana. Sinto mal pelo Mario, porque ele fez um excelente trabalho no treino e classificando o carro entre os cinco primeiros. Isso é tudo o que há para ser dito”.

A próxima etapa da Grand-Am acontece em Sonoma, Califórnia, no dia 26 de agosto.

Confira os 10 primeiros em Watkins Glen:
1 Scott Pruett/Luis Diaz (Chip Ganassi Racing)
2 Wayne Taylor/Max Angelelli/Ryan Briscoe (SunTrust Racing)
3 Mike Rockenfeller/Patrick Long (Alex Job Racing/Emory Motorsports)
4 Oswaldo Negri Jr./Mark Patterson (Michael Shank Racing)
5 Rob Finlay/Michael Valiante (Essex Racing)
6 David Donohue/Darren Law (Red Bull/Brumos Porsche)
7 Christian Fittipaldi/Thomas Erdos (Cheever Racing)
8 Alex Figge/Ryan Dalziel (Pacific Coast Motorsports)
9 Colin Braun/Jorg Bergmeister (Krohn Racing)
10 Mike Borkowski/Bu Frisselle (Michael Shank Racing)
25 Mario Haberfeld/Adrian Fernandez (Lowe’s Fernandez Racing)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *