GT Brasil: Cleber Faria escapa ileso de acidente a 111 km/h em Interlagos

Batida na Curva do Sol mostrou segurança dos atuais modelos do Itaipava GT Brasil

Foi um acidente daqueles que impressionam repetidas vezes. Cleber Faria abria uma volta rápida no treino classificatório para a penúltima etapa do Itaipava GT Brasil quando perdeu a traseira do Lamborghini Gallardo LP560 e atingiu com força, em impacto lateral, o guard-rail da parte externa da Curva do Sul. A batida foi a 111 km/h e mostrou a segurança dos carros da categoria: embora suficientemente danificado para precisar de reparos fora do autódromo, o Lamborghini Gallardo LP560 se manteve visualmente inteiro e o piloto nada sofreu.

“Foi o acidente mais forte que eu já sofri. Quando toquei o carro na zebra da segunda perna do S do Senna, a traseira foi embora e só tive tempo de me preparar para a batida. Mas fiquei impressionado com a segurança do carro, porque não sofri absolutamente nada”, contou Cleber Faria, que é campeão do Itaipava Trofeo Maserati e faz sua primeira temporada no Itaipava GT Brasil. O carro, apesar dos poucos danos visuais, não poderá alinhar no grid de largada neste fim de semana. A primeira corrida estava marcada para a tarde de sábado (27) às 17h00.

Cleber Faria vem de três pódios consecutivos nas três últimas etapas, incluindo o melhor resultado dele no ano, um terceiro lugar na corrida mais recente, em Pinhais (PR). No treino classificatório em que Cleber Faria sofreu o acidente a pole position ficou com Antonio Pizzonia, parceiro de Walter Derani na pilotagem de um modelo Ferrari F430. A rodada dupla deste fim de semana tem como destaque a disputa pelo vice campeonato, com Chico Longo e Daniel com apenas um ponto de vantagem sobre Marcelo Hahn e Allam Khodair. Valdeno Brito e Matheus Stumpf são os campeões antecipados.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *