GT Brasil: Com um Lamborghini, Jimenez estreia no GT Brasil

Em nova experiência em categoria de turismo, piloto terá companhia de Guilherme Figueroa na rodada dupla deste final de semana, em Curitiba (PR)

Pouco mais de um ano após estrear em categorias do tipo turismo, Sérgio Jimenez (GFS Software) enfrenta um novo desafio em sua carreira neste fim de semana (30 e 31). Ao lado de Guilherme Figueroa, o paulista disputa a sétima etapa do GT Brasil na classe GT3, no Autódromo Internacional de Curitiba, na cidade de Pinhais, localizada na Região Metropolitana da capital paranaense. Tanto a corrida de sábado, marcada para as 15h50, quanto a de domingo, que acontece a partir das 13h50, terão transmissão ao vivo e na íntegra pela RedeTV!.

Jimenez está animado com a chance de estrear em uma categoria diferente, e falou sobre como surgiu a oportunidade. “O Guilherme Figueroa, que é meu patrocinador na Copa Montana e a quem eu dou assessoria na Porsche Cup há quase um ano, estava com vontade de conhecer a GT3. É uma categoria nova, que está crescendo, costuma ter mais de 25 carros no grid, e carros de marcas expressivas. Coincidentemente, a Scuderia 111 estava com um Lamborghini disponível – aliás, foi o Guilherme quem me indicou para a equipe no ano passado, e eu continuo correndo por eles na Montana. Então, deu tudo certo para fazermos esta etapa de Curitiba”, disse.

Segundo o piloto, o objetivo principal é conhecer a categoria e tentar ajudar a equipe. “Vamos para conhecer a categoria. O Lamborghini que vamos usar é modelo 2008, então é anterior aos outros modelos do grid e, com certeza, isso vai fazer diferença, mas a ideia é conseguir o melhor resultado possível. A Scuderia 111, assim como na Copa Montana, também está entre os líderes da GT3, com os dois Lamborghini que eles fazem. Vamos lá para somar e tentar colocar os três carros da equipe no pódio”, comentou Sérgio.

Além disso, outro ponto interessante para a dupla Jimenez/Figueroa é a de andar com um carro diferente do que ambos estão acostumados. “Vai ser bem bacana participar da corrida. Já tinha interesse nisso há algum tempo, e deu certo de fazer com o Guilherme. Ele queria experimentar um carro novo, já que, desde que começou a correr, só andou com Porsche e na Stock Light. Eu já testei um Lamborghini no início do ano, e gostei muito. É um carro mais rápido que a Montana, e mais duro e com reações mais rápidas, mais parecido com os fórmula”, explicou Sérgio. Atualmente, ele disputa a Copa Chevrolet Montana, enquanto Guilherme compete na Porsche Cup.

O piloto também ressaltou a importância da sintonia entre os pilotos. “Na GT3, o que conta muito também é a constância e interação da dupla, já que é um piloto amador com um profissional. Por isso, acredito que a parceria será boa e o fim de semana diferente”, concluiu Jimenez.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *