GT Brasil: Dobradinha da BMW pela GT4 em Santa Cruz do Sul

Aston Martin de Laganá e Hellmeister liderou até a última curva, mas toque tirou os competidores da disputa

Os dois BMW M3 estreantes da categoria GT4 ocuparam as duas posições mais altas do pódio na abertura da temporada em Santa Cruz do Sul, Rio Grande do Sul. Neste sábado (21), uma grande chuva fez a corrida ser paralisada e reiniciada, o Aston Martin Vantage de Alan Hellmeister e Sérgio Laganá liderou sem sofrer pressões até a última volta, mas um toque de um adversário fez com que a dupla do carro inglês abandonasse e garantisse o pódio para Fábio Greco e Valter Rossete, de Maserati Gran Turismo MC.

Vencedor em sua estreia pela categoria, Leonardo Cordeiro agradeceu sua equipe pelo resultado. “Primeira prova com vitória é inesquecível. Gostaria de agradecê-los pelo resultado porque foi uma corrida muito complicada. Fui conservador no início e fui buscando meu limite aos poucos e deu certo. Estou muito feliz”, declara o piloto.

Dupla de Leo, após quase um ano parado, William Starostik falou como foi a estratégia usada na corrida. “A etapa foi muito difícil, parecia que estávamos andando no gelo, porque com pneus de chuva no seco não tem jeito. Estava concentrado, não falei com ninguém, mas quando estava em segundo fui pra cima e ganhamos. Foi muito bom”, encerra.

Também estreante na categoria, Matheus Stumpf falou das dificuldades enfrentadas durante a corrida. “Em primeiro lugar quero agradecer ao time pelo trabalho. Nosso carro sofreu com problemas eletrônicos, mas conseguimos fazer uma boa corrida. Apostamos na estratégia com pneus secos e deu certo, tomara que amanhã seja ainda melhor”, diz.

Companheiro de Matheus, Patrick ressaltou a corrida competitiva. “Tivemos um segundo com gosto de primeiro. Foi uma prova divertida, nunca ultrapassei tanto carro em uma etapa só, mas a estratégia de pneus estava facilitando minha vida. Estou muito feliz com o show que foi esta corrida”, encerra Gonçalves.

Terceiro colocado na corrida, Fábio Greco falou sobre a dificuldade enfrentada neste sábado. “Hoje venceu que teve menos problemas. Nós sofremos bastante e por isso ficamos para trás. No final o resultado foi maravilhoso, não temos o mesmo apoio que eles, mas vamos trabalhar forte para recuperar e virar”, encerra Fábio Greco.

Campeão em 2010, Valter Rossete, dupla de Greco, também frisou a dificuldade enfrentada neste sábado. “Realmente não foi fácil, tivemos vários problemas e por isso o terceiro lugar teve gostinho de vitória para nós. No final este resultado foi fantástico”, declara o piloto.

O resultado final em Santa Cruz do Sul:

1º) 12 – L.Cordeiro/W.Starostik (BM , SP/PR),
2º) 11 – M.Stumpf/P.Gonçalves (BM , RS/BA),
3º) 21 – F.Greco/V.Rossete (MA , SP/SP),
4º) 6 – V.Pinheiro/L.Burti (LO , SP/SP),
5º) 57 – S.Laganá/A.Hellmeister (AM , SP/SP),

Confira a Classificação da GT4 após 1/18 etapas:

1º – Leonardo Cordeiro/William Starostik – BMW M3 GT4 – 20 pontos
2º – Matheus Stumpf/Patrick Gonçalves – BMW M3 GT4 – 17 pontos
3º – Fábio Greco/Valter Rossete – Maserati Gran Turismo MC – 15 pontos
4º – Leonardo Burti/Walter Pinheiro – Lotus Evora – 13 pontos
5º – Alan Hellmeister/Sérgio Laganá – Aston Martin Vantage – 11 pontos

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *