GT Brasil: Novos carros do Itaipava GT Brasil completam primeiras voltas em Curitiba

Maserati Gran Turismo de Valter Rossete e Fábio Greco e Lamborghini Gallardo LP600 de Xandy Negrão e Xandinho Negrão são novidades no grid de largada no Paraná

A quinta-feira (19) reservada aos treinos extras e sem cronometragem oficial foi também um dia de novidades no Itaipava GT Brasil. Pela primeira vez, a categoria teve na pista o novo Maserati Gran Turismo, carro da dupla Valter Rossete e Fábio Greco, novidade no Brasil, que chega para a Itaipava GT4. “Fiquei surpreso”, resumiu Fábio Greco, falando sobre o desempenho do modelo na primeira atividade de pista desde que chegou da Itália.

“O carro chegou hoje, aqui mesmo na pista, e só deu tempo de colocar os pneus e botar na pista. Não mexemos em nada e mesmo assim andou bem, pela nossa cronometragem ficou só 1s distante do Ferrari Challenge, diferença muito boa para o que foi apenas um shakedown”, conta Fábio Greco. “Sem dúvida, é um carro promissor, está claro que fizemos a escolha certa. Gostei muito do estilo de pilotagem dele, mais arisco, e como carro ele é impecável”, elogia.

Com o novo carro, o parceiro de pilotagem dele e atual campeão da Itaipava GT4, Valter Rossete, volta às origens em termos de marca, já que começou sua carreira no automobilismo pilotando um modelo da Maserati. “Eu sou fã da marca e tenho essa identificação, por ter começado com ela no automobilismo. E já foi possível perceber que o carro é bom e atende todas as nossas expectativas”, explica Valter Rossete, embora a equipe reconheça que o trabalho só começou com o novo Maserati.

A outra estreia desta quinta-feira foi de um carro já conhecido, o Lamborghini Gallardo LP600, mas agora nas mãos de outros pilotos: Xandy Negrão e Xandinho Negrão. A dupla, que já havia vencido uma corrida neste ano, com o substituido Audi R8 LMS, colocou o LP600 na pista pela primeira vez – o único modelo semelhante na categoria é o pilotado por Marcelo Hahn e Allam Khodair. De acordo com o chefe de equipe, Andreas Mattheis, a primeira impressão foi muito boa.

“Os pilotos gostaram muito do carro, fácil de guiar, e principalmente do câmbio, que é no padrão ‘borboleta’, com a troca de marchas atrás do volante. É um carro bem rápido, a aproximação de curva e a tração dele chamam a atenção. Sai um pouquinho de frente, mas não é nada que incomode. O importante é que está tudo em ordem e agora é trabalhar no acerto fino”, revela Andreas Mattheis, agora chefe de equipe, depois de tornar-se o maior vencedor da história do Itaipava GT Brasil.

As atividades prosseguem nesta sexta-feira (20) com mais dois treinos livres em Curitiba. O primeiro às 09h55 e o segundo às 13h40. A primeira corrida do fim de semana está marcada para sábado (21) às 16h00 e a segunda para domingo (22), às 12h30, com transmissão ao vivo do portal Terra e da Rede Bandeirantes. Além do Itaipava GT Brasil, o Autódromo Internacional de Curitiba recebe neste fim de semana a estreia do Mercedes-Benz Grand Challenge.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *