GT Brasil: Sérgio Laganá e Alan Hellmeister colocam Aston Martin Vantage no topo na GT4

Cristiano Federico e Caio Lara, líderes do campeonato, ficaram em sétimo em Interlagos

O primeiro dia de treinos livres cronometrados do Itaipava GT Brasil em Interlagos acabou com o melhor tempo da dupla Sérgio Laganá e Alan Hellmeister, de Aston Martin Vantage, pela GT4. Em segundo, ficaram Valter Rossete e Fábio Greco, que ainda brigam pelo título, com um Maserati Gran Turismo. Completando três carros diferentes nas três primeiras posições, apareceram João Gonçalves e Caê Coelho, de Ginetta G50. Líderes da competição, Cristiano Federico e Caio Lara, de Aston Martin Vantage, ficaram em sétimo.

“Nós fomos bem, embora seja difícil saber a realidade de todos, muita gente fica escondendo o jogo nos treinos livres”, fala Alan Hellmeister. “Estou animado porque não tivemos problemas graves com o carro e conseguimos andar bastante. Estamos com um engenheiro da Inglaterra aqui, ajudando a desvendar todos os detalhes do Aston e o carro está se comportando bem, melhorou bastante o equilíbrio, mas temos muito que melhorar ainda. Nosso trabalho é melhorar a questão do excessivo desgaste dos pneus dianteiros e continuar avançando”.

“Vamos torcer para manter o fim de semana sem problemas e completar nossa primeira corrida com o carro, algo que infelizmente ainda não conseguimos. Será melhor ainda com uma vitória, mas hoje foi apenas o início de tudo e muito vai acontecer”, acrescenta Alan Hellmeister. Fábio Greco, que tem o título como meta no fim de semana, também saiu satisfeito dos treinos livres. “Nós vencemos aqui neste ano e por isso já sabíamos que estaríamos fortes. Ainda mais sem a chicane, o que favorece a força do nosso motor”.

“Admito que estou aliviado por não usar a chicane, porque eu odiava ter de contorná-la e também porque o meu carro, na hora que pegava força, tinha que parar”, avalia Fábio Greco. Ele e o parceiro de pilotagem, Valter Rossete, precisam de uma combinação de resultados bastante difícil para conquistar o título. Cristiano Federico e Caio Lara não podem marcar nem dois pontos ao longo do fim de semana. “Corrida é uma coisa complicada. Até o meio do ano estávamos na frente deles, com carros iguais, mas aí trocamos e tivemos que correr atrás”.

“Eles precisam de poucos pontos e nós temos que vencer as duas corridas e ainda torcer contra eles, mas vamos continuar trabalhando para pressioná-los e fazer o que precisamos”, encerra Fábio Greco. A programação continua neste sábado (17) com as duas tomadas de tempo e a primeira corrida do fim de semana, que será disputada às 16h30 com transmissão ao vivo do site oficial do Itaipava GT Brasil (www.itaipavagtbrasil.com.br). Com situação tão confortável, Cristiano Federico e Caio Lara podem ser campeões já neste sábado.

OS TEMPOS EM INTERLAGOS
1º) 57 – S.Laganá/A.Hellmeister (AM, SP/SP), 1:43.100
2º) 21 – V.Rossete/F.Greco (MA, SP), 1:43.363
3º) 55 – J.Gonçalves/C.Coelho (GI, SP/SP), 1:43.680
4º) 73 – O.Federico/R.Navarro (AM, SP/SP), 1:44.059
5º) 82 – M.Melo/W.Freire (GI, SP/SP), 1:44.448
6º) 6 – V.Pinheiro/L.Burti (GI, SP/SP), 1:44.452
7º) 72 – C.Federico/C.Lara (AM, SP/SP), 1:44.707
8º) 17 – M.Sant’Anna/C.Pons (FC, SP), 1:44.795
9º) 51 – Otávio Mesquita (FC, SP), 1:44.956
10º) 81 – C.Burza/T.Riberi (GI, SP/SP), 1:46.421
11º) 155 – De Luca/L.Braghin (MA, SP/SP), 1:51.191
12º) 10 – D.Mendes/V.Patrocinio (MA, SP/SP), 1:58.789

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *