GT Brasil: Sexta-feira (9) tem domínio do modelo Ginetta G50 na GT4

Carro ficou com os três melhores tempos em Jacarepaguá

A dupla Leonardo Burti e Valter Pinheiro, formada nesta etapa para a disputa do restante do campeonato pela Itaipava GT4, fez o melhor tempo nesta sexta-feira de treinos livres para a sétima etapa do Itaipava GT Brasil. Em segundo, ficaram João Gonçalves e Caê Coelho, seguidos por William Freire e Marçal Melo, todos com o modelo inglês Ginetta G50. A primeira corrida do fim de semana será realizada neste sábado (10) às 16h00.

“Ontem, sabíamos que tínhamos um carro rápido e foi o que ficou comprovado. Erramos um pouco no ajuste com os pneus velhos, mas acredito que com um acerto melhor para aproveitar os pneus novos estaremos ainda mais rápidos”, fala Leonardo Burti. “Se conseguirmos manter um bom ritmo, tanto eu quanto o Valter teremos chances de conquistar um bom resultado neste fim de semana”, completa o piloto, que até a etapa passada guiava outro Ginetta G50, com Carlos Burza.

Em plena ascensão no campeonato ao lado de João Gonçalves, Caê Coelho saiu satisfeito com o resultado em Jacarepaguá. “Eu estou muito satisfeito pelo segundo melhor tempo. Ontem foi o primeiro dia para reconhecimento, a pista é difícil, está muito quente e ainda temos que cuidar bem dos pneus. Conquistar o segundo melhor tempo com todas estas dificuldades é um sinal de que estamos realmente bem”, comenta Caê Coelho.

Ele segue trabalhando forte para achar o ajuste ideal. “Nós testamos pneus novos, fizemos nosso melhor tempo com eles. Mas o desgaste realmente é grande, fomos testando em ritmo forte e o desempenho do carro foi caindo de forma sensível, então precisamos ter calma e conseguir um bom ajuste para a corrida. Estou gostando muito de andar aqui, só espero conquistar um bom resultado no fim de semana”, conclui.

Mais uma vez entre os mais rápidos, William Freire lamentou apenas os problemas de câmbio, que desde a etapa passada vêm atrapalhando o trabalho dele com Marçal Melo. “Eu acho que estamos bem, com um carro equilibrado. Mesmo no primeiro contato na pista deu para comprovar isso, já que não andamos ontem e nem hoje cedo. Mas estamos com um problema sério, crônico, e que está nos prejudicando muito na disputa pelas vitórias”.

Após instalar uma unidade nova do câmbio, os pilotos conseguiram dar algumas voltas, mas acabaram tendo outro problema no equipamento, o que pode prejudicar o resultado de mais uma etapa. “O câmbio está difícil, trocamos a unidade por uma zero e quebrou enquanto estávamos parados no box. É muito azar ter vindo com defeito. Eles vão desmontar tudo para ver o que aconteceu. Mas se o nosso carro for até o final a chance é de um ótimo resultado, sim”, encerra William Freire.

OS MELHORES TEMPOS DO DIA
1º) 6 – V.Pinheiro/L.Burti (GI*, SP/SP), 1:17.102
2º) 55 – J.Gonçalves/C.Coelho (GI*, SP/SP), 1:17.534
3º) 82 – M.Melo/W.Freire (GI*, SP/SP), 1:18.392
4º) 17 – M.Santanna/C.De Rey (FC*, SP), 1:18.867
5º) 72 – C.Federico/C.Lara (AM*, SP/SP), 1:19.157
6º) 57 – S.Laganá/A.Hellmeister (FC*, SP/SP), 1:19.179
7º) 21 – V.Rossete/F.Greco (MA*, SP), 1:19.198
8º) 81 – C.Burza/R.Hanashiro (GI*, SP/SP), 1:19.244
9º) 51 – Otavio Mesquita (FC*, SP), 1:19.709
10º) 73 – R.Navarro/M.Losasso (MA*, SP/SP), 1:20.399

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *