GT Open: Brasileiros disputam final em Barcelona, com Rafael Suzuki na briga pelo título

Luiz Razia e Rafael Suzuki completam neste fim de semana a primeira temporada de ambos competindo com carros de Gran Turismo. Na briga pela taça da classe GTS, o paulista vai correr na Catalunha com o Audi LMS R8 Ultra ao lado do experiente luso César Campaniço.

A temporada 2013 do International GT Open terá seu encerramento neste fim de semana (9 e 10), quando será disputada a rodada dupla derradeira deste ano, no tradicional circuito Barcelona-Catalunya. Com o título da categoria Super GT (para carros GT2) já definido em favor do italiano Andrea Montermini, a grande atração dos próximos dias será a definição do campeão da classe GTS (GT3), cuja disputa pela taça é fantástica. Nada menos do que três pilotos chegam à última etapa empatados na liderança do campeonato: o brasileiro Rafael Suzuki e os italianos Giorgio Pantano e Lorenzo Bontempelli, todos com 48 pontos.

Para Suzuki, que faz sua primeira temporada em carros de Gran Turismo e conquistou três vitórias no ano (Nürburgring, Silverstone e Monza), além da própria disputa do título em si, o fim de semana lhe reserva outro enorme desafio. Isso porque, depois de disputar praticamente toda a temporada pela equipe italiana Bhai Tech a bordo do McLaren MP4-12C, o brasileiro competirá na Catalunha pelo Team Novadriver, escuderia lusitana onde terá como parceiro o experiente português César Campaniço. O novo duo luso-brasileiro vai guiar o Audi LMS R8 Ultra #81 neste fim de semana.

Além de Pantano e Bontempelli, outros seis pilotos/duplas têm chances matemáticas de brigar pelo título. Para tentar superar os fortes adversários, Suzuki contará com um bom pacote técnico. Na última semana, o brasileiro teve a chance de guiar seu novo carro no circuito do Estoril e ficou bastante satisfeito com o desempenho do bólido. Desta forma, Rafael se mostra confiante em ter um fim de semana positivo em Barcelona.

Luiz Razia será o outro representante do Brasil em Barcelona. Correndo ao lado do neozelandês Chris van der Drift com o McLaren MP4-12C, o baiano de Barreiras também completará seu primeiro ano correndo de GT. A dupla, que conquistou uma vitória na etapa de Nürburgring, soma 33 pontos no total e ocupa a sétima colocação. Outra atração para o fim de semana derradeiro da temporada do GT Open é o recorde de carros inscritos no grid. De acordo com a organização da categoria, serão nada menos que 41 as duplas que vão disputar a rodada final de 2013.

A programação da etapa de Barcelona começa nesta quinta-feira, quando os pilotos terão duas sessões extras de testes, realizadas no período da tarde. Na sexta-feira, os carros vão à pista para a realização de dois treinos livres. Para o sábado, o cronograma prevê a realização das duas sessões classificatórias e a disputa da primeira corrida do fim de semana, com duração de 70 minutos. No domingo, a prova será mais curta, prevista para durar 50 minutos.

Transmissão:

As corridas podem ser vistas ao vivo pela internet no site https://www.youtube.com/GTOPENseries às 13h de sábado e às 9h de domingo (horário brasileiro de verão). O canal por assinatura BandSports também transmitirá as corridas, sendo que a de sábado será ao vivo a partir das 12h55, enquanto a corrida final em Barcelona será exibida em VT às 17h do domingo.

Rafael Suzuki:

“Não tenho mais a oportunidade de brigar pelo campeonato com a equipe Bhai Tech. Não foi algo planejado ou que desejei. Só posso aceitar isso e agradecer aos mecânicos, engenheiros e pilotos que me apoiaram durante esse ótimo ano. Mas chegar ao fim desta temporada brigando pelo título já é uma grande vitória. Tem sido um grande aprendizado, e o balanço que eu faço é muito positivo, independente do que aconteça neste fim de semana. Estou feliz pela forte oportunidade que o César Campaniço e o Team Novadriver estão me dando de voltar para a disputa e lutar pelo que tenho trabalhado durante todo o ano. Gostei bastante da performance do Audi R8 LMS Ultra, carro que tive a chance de testar no Estoril. Sei que a etapa será difícil, a disputa pelo campeonato está muito apertada e com fortes adversários, mas vou fazer o meu melhor para tentar conquistar esse título.”

Luiz Razia:

“Foi um ano bem diferente para mim. Depois de correr quase a vida toda de monoposto, tive a chance de conhecer outro mundo e fiquei bem satisfeito por ter vivido essa experiência no GT Open, aprendi muito durante toda a temporada. Venci corridas, estive competitivo em boa parte das corridas e estive em atividade, o que foi o mais importante. Vamos correr num circuito bastante conhecido, o que pode nos ajudar muito a buscar um bom resultado nesta etapa final.”

Programação para etapa de Barcelona (horário brasileiro de verão):

Quinta-feira (7):
10h às 11h – Teste privado 1
13h20 às 14h20 – Teste privado 2

Sexta-feira (8):
7h35 às 8h20 – Treino livre 1 (carros ímpares)
8h25 às 9h10 – Treino livre 1 (carros pares)
12h25 às 13h10 – Treino livre 2 (carros ímpares)
13h15 às 14h00 – Treino livre 2 (carros pares)

Sábado (9):
6h às 6h20 – Classificação 1
8h55 às 9h15 – Classificação 2
13h – Corrida 1 (70 minutos)

Domingo (10):
9h – Corrida 2 (50 minutos)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *