GT3 Brasil: Mães passam o seu dia na pista torcendo pelos filhos e trabalhando

Várias famílias estarão apoiando os pilotos nas três categorias que atuam em Interlagos neste domingo.

Este Dia das Mães terá uma rotina diferente para várias famílias que estarão em Interlagos. Entre as várias equipes que participam das três categorias que competem neste domingo, as comemorações acontecerão dentro do box – e, como esperam muitos familiares, também no pódio. É o caso de Dinah Draugelis, mãe do vice-líder do Telefônica Speedy GT3 Brasil, Rafael Derani, que compete com um belíssimo Ferrari F430. “Eu nunca passei essa data na pista. Vai ser a primeira vez, mas certamente vai valer a pena. Eu adoro estar aqui”, comentou Dinah, no box da equipe CRT Brasil, que prepara o supercarro de seu filho. Dinah assumiu um papel que vai além de simplesmente acompanhar o filho: “Eu estou aqui para ajudar. Por exemplo, cuido dos capacetes e dos macacões dos pilotos”, diz ela. “Os capacetes são uma espécie de assinatura dos pilotos, então eles são muito zelosos com eles”.


Outra que também se integrou no automobilismo é a goiana Ana Mônica Santos, mãe do piloto de Fórmula 3 Rodolpho Santos. “Toda vez que ele vai para a pista oficialmente, eu vou junto”, diz ela. “Para mim, é uma rotina. Mas uma rotina que eu adoro! Por isso, eu incentivo muito a carreira dele. E o pai (Francisco) também. Como ele trabalha, sou eu a encarregada de acompanhar o Rodolpho”. Segundo Ana Mônica, este não será o seu primeiro Dia das Mães na pista: “Ah, já passei o meu aniversário e o de outras pessoas da família aqui, ouvindo o barulho dos carros de corrida. Mas é importante estar ao lado do piloto da família. Essa união é bem legal, seja qual for o dia”.


A família de Dinah Draugelis também se uniu em torno da carreira do filho. “Minha filha, Daniela, e minha sobrinha, Camila, trabalham na equipe. Elas cuidam do marketing e da organização”, explica. O pai de Rafael, Walter Derani, é piloto do outro Ferrari da equipe. “No começo da carreira do Rafael, eu não gostava de ir à pista. Ficava em casa, torcendo, não tinha coragem de ver. Mas isso aqui contagia a gente. Hoje, eu não perco uma corrida. Vou ter um Dia das Mães muito legal em Interlagos”, completa Dinah Draugelis.


A programação em Interlagos também inclui a Copa Renault Clio.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *