GT3 Brasil: Renan Guerra dispara na liderança da GTBR4 após rodada dupla de Pinhais

O piloto venceu as duas corridas e contou com a desistência de Sérgio Laganá e Alan Hellmeister, que eram os líderes até as provas deste domingo (25).

Se em Interlagos, na segunda etapa do Itaipava GTBR4, Renan Guerra sofreu uma batida e terminou o fim de semana sem a liderança apesar de ter sido o mais rápido, em Pinhais nada deu errado e o piloto saiu do Paraná com uma boa vantagem de pontos.

Renan Guerra venceu as duas corridas, chegou a 75 pontos e abriu 21 de vantagem para os segundos colocados, que são Leonardo Medrado e Cristiano Federico, empatados com o piloto Valter Rossete, todos com 54 pontos.

“Na primeira prova, o carro estava muito bom, procurei forçar no começo para abrir uma boa vantagem e tive sorte quando o safety car entrou na pista, pois fiquei uma volta à frente dos outros carros”, afirmou Renan Guerra

“Na segunda corrida, voltei a andar rápido, consegui abrir, mas a chuva me prejudicou. Demorei duas voltas para entrar nos boxes, pois a equipe estava trocando pneus dos outros dois carros, escapei na reta e perdei uma posição. Depois, recuperei a liderança”, completou.

Marçal Melo e William Freire também conseguiram o mesmo resultado em duas provas – segundo lugar. Com isso, eles saltaram da 6ª para a 4ª colocação na classificação geral, ao lado de Henrique Assunção e Carlos Kray, ambos com 47 pontos.

“Estávamos bem, mas quando saímos do pit stop e começou a chover ficou complicado. O vidro do carro embaçou, não via nada, passava por cima da zebra e em alguns momentos até colocava as rodas na grama. Depois, consegui limpar o vidro com a luva e melhorou um pouco”, afirmou William Freire.

Leandro Medrado e Cristiano Federico, que ficaram em terceiro lugar na primeira corrida de Pinhais, comemoram o resultado, mas deixaram claro que ficou uma pontinha de frustração por não terem conseguido uma posição um pouco melhor.

“Fica o sabor de ter conseguido o terceiro lugar e um dissabor de pensar que poderíamos ter conseguido mais, pois acho que fomos prejudicados na hora que o safety car entrou na pista. Ficamos isolados na cabeça do pelotão e a uma volta do líder, que era o Renan Guerra”, afirmou Cristiano Federico.

Valter Rossete e Fábio Greco, que ficaram em terceiro na segunda etapa de Pinhais, andaram pela primeira vez com um Ferrari Challenge no Itaipava GTBR4 e fizeram a estreia com um pódio, apesar de todas as restrições.

“Usamos pela primeira vez o Ferrari, que foi bastante limitado, mas, com o tempo, esperamos melhorar o conhecimento do carro. Mas a boa largada do Valter Rossete, que me passou o carro entre os primeiros, foi fundamental para este pódio”, disse Fábio Greco.

Já Alan Hellmeister e Sérgio Laganá, que chegaram a Pinhais na liderança, não andaram neste final de semana. No último sábado (24), Sérgio Laganá foi traído pela forte chuva que caía no autódromo, escapou na reta dos boxes e bateu o carro, que ficou sem condições de andar neste domingo (25).

Classificação extra oficial do Itaipava GTBR3
1) Renan Guerra, 75 pontos
2) Leonardo Medrado/Cristiano Federico e Valter Rossete, 54 pontos
4) Henrique Assunção/Carlos Kray e Marçal Melo/William Freire, 47 pontos
5) Alan Hellmeister/Sérgio Laganá, 37 pontos
6) Fábio Greco, 26 pontos
7) Carlos Burza/André Posses, 18 pontos
8) Ricardo Ribeiro/Gustavo Sondermann, 10 pontos
9) Alexandre Morsa, Roberto Laganá e Samuel/Adriano Griecco, 0 ponto

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *