GT3 Brasil: Ricci e Derani a um passo do título em Curitiba

Etapa paranaense pode coroar o bom trabalho da equipe CRT Brasil, que venceu cinco corridas e conquistou nove pódios na temporada.

O gaúcho Cláudio Ricci e o paulista Rafael Derani, parceiros na Ferrari #3 da equipe CRT Brasil desde o ano passado, podem chegar ao primeiro título do Itaipava GT3 Brasil neste final de semana, em Curitiba. A dupla, que venceu cinco corridas neste ano e soma nove pódios na temporada, lidera a competição com 179 pontos válidos – já considerados os dois descartes obrigatórios do primeiro turno –, e mantém uma vantagem de 33 pontos sobre o segundo colocado na tabela, Ricardo Maurício.

Caso encerrem a rodada dupla com 199 pontos válidos – ou com uma vantagem igual ou superior a 41 pontos em relação a Maurício – Ricci e Derani não só conquistarão o seu primeiro título na GT3 Brasil, mas também levarão a Ferrari a um resultado inédito em campeonatos de turismo. Depois de dois anos de domínio dos norte-americanos Dodge Viper e Ford GT, esta pode ser a primeira conquista de um modelo europeu na competição.

Apesar da vantagem, os pilotos da CRT Brasil não se permitem contar com a vitória antes da bandeirada final da corrida de domingo. “Chegamos à liderança do campeonato pensando sempre em fazer o melhor trabalho em equipe a cada etapa, e vamos manter essa concentração nas corridas deste final de semana em Curitiba”, declarou Cláudio Ricci. “Não teríamos conseguido abrir uma vantagem confortável sem um bom trabalho de todo o time, e a eventual conquista do título é conseqüência de uma série de boas corridas. Mas, ainda estamos a uma boa corrida de qualquer comemoração”, ponderou o gaúcho.

Ricci e Derani guardam boas recordações do circuito Raul Boesel, palco da segunda vitória da dupla da CRT Brasil neste ano. Na segunda rodada dupla do ano, eles repetiram em Curitiba os bons resultados obtidos semanas antes nas provas de abertura do calendário, em São Paulo, e ganharam pela primeira vez uma corrida disputa com pista molhada.

“Nosso carro tem se comportado bem em Curitiba, e isso nos deixa com boas expectativas. Mas é bom lembrar que nessa corrida teremos a forte concorrência de outros modelos além do Porsche, que ocupa a vice-liderança na competição. O Lamborghini Gallardo deve vir forte, e veremos o retorno do Dodge Viper em uma pista em que ele foi nosso grande adversário no início do campeonato. Isso sem falar na Ferrari Scuderia”, comentou Rafael Derani.

Veja quais são as principais combinações de resultado que podem dar o título à dupla da CRT Brasil neste final de semana:

– Ricci e Derani serão campeões se aumentarem a diferença para Maurício dos atuais 33 pontos (com descartes) para 41. Isso significa que eles precisam marcar 8 pontos a mais que o piloto da WB Motorsport nessa fase para ficar com a taça. Só que esses 8 pontos são válidos, ou seja: se Maurício não terminar as corridas do fim de semana marcando mais do que 17 e 11 pontos, perde a possibilidade de trocar os resultados ruins de SP e RJ e, conseqüentemente, a chance de adiar a decisão.

– Derani e Ricci serão campeões, independentemente do resultado do Ricardo Maurício, se chegarem a 199 pontos na tabela. Isso significa que eles têm que marcar 20 pontos nas quatro últimas provas, mesmo que o Maurício vença todas, para ser campeões. Essa matemática permite que eles confirmem o título apenas vencendo uma das provas do fim de semana em Curitiba.

– Para evitar a conquista antecipada, o Maurício precisa vencer as duas próximas corridas, já que dessa maneira chegaria a 158 pontos – já descartando 28 pelos resultados de SP (17 pontos) e RJ (11). Ele poderia, dessa maneira, vencer as duas de SP e chegar a 198. Por isso a dupla da CRT precisa ir a 199.

– Se Maurício vencer apenas uma das duas próximas corridas, o título, ainda assim, pode ser definido em Curitiba. Basta que, na outra prova, ele não vá além dos 11 pontos feitos no RJ, ou que Ricci e Derani vençam a outra prova.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *