GT3 Brasil: Ricci perde vitória nos últimos metros em Interlagos

Falta de combustível impede primeira conquista do piloto na categoria.

Por muito pouco, Cláudio Ricci não fez história no GT3 Brasil. Por alguns metros, o gaúcho não conseguiu dar a primeira vitória na divisão nacional para a Ferrari. Em uma pilotagem fantástica a partir do momento que assumiu o modelo F430 em primeiro lugar – graças à uma excelente parada nos boxes de sua equipe -, Ricci liderou praticamente todas as voltas em que esteve na pista. Exceto os metros finais.
 
“Tinha uma vantagem de seis segundos para o segundo colocado, e estava apenas administrando a prova”, disse o piloto, que foi surpreendido por uma inesperada falta de gasolina em seu carro.
 
O motivo é inédito para ele. “O ‘update’ que a Ferrari teve fez com que o carro consumisse mais combustível. Nos últimos metros, a gasolina acabou e ficamos só com a reserva mínima de 5 litros exigida pelo regulamento”, explicou.
 
Com este problema, Ricci viu o Ford GT de Constantino Jr. crescer no retrovisor, e não teve muito o que fazer quando o rival realizou a ultrapassagem, a cerca de cem metros da linha de chegada. “Foi complicado, uma pena. Mas o resultado mostra que a Ferrari será uma forte competidora nesta temporada”, completou.

O gaúcho volta às pistas na manhã deste domingo, quando será realizada a etapa complementar da rodada dupla de Interlagos, às 11h (de Brasília). A prova terá transmissão ao vivo da Record News e da RaceTV.
 
Resultado final da primeira etapa:
 
1°. Constantino Jr./Clemente Lunardi (Ford GT), 36 voltas em 1h01min34s202
2°. Rafael Derani/Claudio Ricci (Ferrari F430), a 0s894
3°. Marcelo Hahn/Allam Khodair (Ferrari F430), a 21s000
4°. Thiago Camilo/Lico Kaesemodel (Porsche 997), a 33s052
5°. Antonio Hermann/Ricardo Mauricio (Porsche 997), a 38s389
6°. Walter Derani/Rodolpho Santos (Ferrari F430), a 1min15s694
7°. Ramon Matias/Matheus Stumpf (Dodge Viper), a 1 volta
8°. Wagner Ebrahim/Fabio Ebrahim (Dodge Viper), a 1 volta
9°. Fernando Poeta/Duda Rosa (Ferrari F430), a 2 voltas
10°. Alceu Feldmann/Ronaldo Freitas (Porsche 997), a 3 voltas
 
Melhor volta: Constantino Jr. (Ford GT), 1min37s682 (27ª volta)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *