Indy Lights: Rodrigo Barbosa completou testes coletivos no Alabama (EUA)

Estreantes na Indy Lights, categoria de acesso para a Fórmula Indy, a equipe brasileira ELFF Racing e o paulista Rodrigo Barbosa terminaram satisfeitos com sua primeira participação em testes coletivos em circuito misto.

No Barber Motorsport Park, em Leeds, no Alabama (EUA) eles completaram 76 voltas no último final de semana (22/3) e alcançaram o objetivo traçado. “Estou satisfeito com o que conseguimos aqui. Gostei do carro no final do teste, ficou dentro do que esperávamos e estou feliz por isso”, comentou o piloto da região de Sorocaba, interior de São Paulo. O início do campeonato será nos dias 4 e 5 de abril, em Saint Petersburg, na Flórida (EUA).

A primeira rodada dupla da temporada será em circuito de rua, o que motivou a organização do Firestone Indy Lights programar o último teste coletivo para o sinuoso traçado de 17 curvas em 3.830 metros de comprimento. “Correu tudo bem, dentro do que planejamos. Não nos preocupamos em andar rápido em todo o traçado, trabalhamos o tempo todo pensando só no setup para as ruas de St. Peters e o carro ficou equilibrado”, analisou o engenheiro paulista Edson DeGobbi, proprietário da ELFF Racing.

O Barber Motorsport é ideal para acertar os monopostos para os circuitos de Mid-Ohio, Watkins Glen e Sonoma.

Esta foi a primeira vez que piloto e equipe estavam experimentando o carro em traçado misto, já que anteriormente havia treinado apenas em pistas ovais. “Foi um dia longo e cansativo. Sai do cockpit com bolhas nas mãos e dores nos braços. A temperatura estava alta e fizemos questão de andar quatro horas seguidas nesta condição”, contou Rodrigo.

O fato de Rodrigo Barbosa ter ficado com o nono tempo na tabela de tempos não preocupa a ELFF Racing. “Se quiséssemos, poderíamos ter virado mais rápido, na casa de 1min17s baixo ou até 1min16s alto, piloto para isto temos. Era só alongar a segunda e encurtar a quinta marcha, diminuir bem a pressão dos pneus, indo para a pista quando a temperatura estava mais baixa. Só que este não era nosso objetivo”, avisou DeGobbi.

O sinal de que todo o planejamento pré-temporada está sendo cumprido e as metas alcançadas, é o otimismo do piloto estreante de 20 anos para o início do campeonato. “Acho que ainda estamos levando alguma desvantagem em relação às equipes e pilotos mais experientes na Indy Lights. Só que no final de semana da corrida já poderemos anular isto, pois estamos trabalhando na direção correta”, alerta Rodrigo Barbosa.

Os mais rápidos nos testes coletivos no Barber Motorsport Park foram:

1) Sebastian Saavedra (Col), AFS Racing/Andretti Green Racing, 91v, 1min15s6714 (média de 176,106 km/h)
2) JR Hildebrand (EUA), AFS Racing/Andretti Green Racing, 87v, 1min15s7648
3) James Davison (Aus), Vision Racing, 70v, 1min15s8599
4) Daniel Herrington (EUA), Bryan Herta Autosport, 52v, 1min16s1771
5) Martin Plowman (Ing), Phanter Racing, 84v, 1min16s8863
6) Pippa Mann (Ing), Panther Racing, 107v, 1min17s5454
7) Mário Romancini (Bra), RLR/Andersen Racing, 54v, 1min17s5776
8) Andrew Prendeville (EUA), Team Moore Racing, 71v, 1min17s5910
9) Rodrigo Barbosa (Bra), ELFF Racing, 76v, 1min20s7022.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *