IndyCar: Bruno Junqueira treina em duas pistas que vão receber a IRL e consegue avançar no acerto do carro para ganhar velocidade

Conseguir bons resultados numa categoria em que motores e chassis são iguais para todos não é tarefa das mais fáceis, especialmente quando se enfrenta adversários acostumados ao equipamento e que, muitas vezes, dispõem de condições financeiras mais favoráveis para investir em treinos, trabalho em túnel de vento e experiências no acerto que muitas vezes não trazem o resultado esperado, consumindo milhares de dólares. Por isso mesmo, cada oportunidade de testar em um dos circuitos que fazem parte do calendário da Indy Racing League (IRL) é algo a ser bem aproveitado, especialmente quando essas pistas são desconhecidas. Pois o mineiro Bruno Junqueira (Alcompac/Telemont) ganhou, esta semana, a primeira chance de acelerar seu Dallara Honda fora dos finais de semana de corrida, excetuados os treinos de pré-temporada em Sebring e Homestead. Depois de andar ontem no oval de Chicagoland, palco da última etapa do campeonato, ele terá amanhã a possibilidade de conhecer o misto de Sonoma, na Califórnia, que recebe o próximo GP, dia 24.

Bruno e a Coyne conseguiram experimentar várias mudanças de acerto e o mineiro testou tanto em condições de corrida como com regulagens de classificação. Acompanhado na pista próxima a Chicago apenas pelo britânico Justin Wilson, da Newman-Haas-Lanigan, ele chegou à media de 212 milhas por volta (341km/h), apenas 2,6 milhas inferior à pole de 2007 (Wilson registrou 212,6 milhas horárias), diferença bem menor do que a registrada nos ovais até aqui. O desempenho confirmou que a oportunidade foi muito bem aproveitada.


“Tivemos um dia muito proveitoso hoje, andei bastante e pudemos realmente fazer testes no acerto do carro, algo que ate esse momento da temporada nao havíamos feito. Andei sempre sozinho, mas não nos
restringimos ao acerto de classificação, testamos de tudo e achamos regulagens muito válidas, que com certeza me dara maior chance de uma boa performance na etapa de Chicago”
, comemorou Bruno, ansioso para andar pela primeira vez no Infineon Raceway, em Sonoma. “Infelizmente esse treino veio meio tarde na temporada, mas humanamente foi mesmo quase impossível, com a estrutura pequena que a equipe Dale Coyne tem, de participar dos treinos mais cedo. Agora, de uma vez só, treinamos em duas pistas. Hoje foi um ótimo dia e, mesmo com a correrria para chegar a Sonoma, espero conseguir um desempenho tão bom como aqui. Será sem dúvida válido.”

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *