IndyCar: Bruno Junqueira volta à pista em Long Beach para corrida com dupla importância. Despedida da ChampCar vale também pelo campeonato da IndyCar

Uma era chega ao fim para o automobilismo americano de fórmula no próximo domingo (20), nas ruas de Long Beach. Tres décadas depois da criação da CART, a associação de equipes que se transformou na organizadora da então Fórmula Indy, os motores da categoria vão roncar pela última vez. Com a reunificação das categorias acertada em fevereiro, a hoje conhecida como ChampCar se despede das pistas, abrindo espaço para a permanência da Indy Racing League (IRL). Em sua oitava temporada nos EUA, o mineiro Bruno Junqueira (Brasil Telecomunicações/Telemont), que ajudou a escrever boa parte dessa história, espera se destacar no último capítulo.

Nas ruas da que é chamada a Montecarlo americana, onde a F-1 se exibiu nos anos 1970 e 1980, 20 carros vão garantir o espetáculo e lutar pelo título, extra-oficial, de campeão da ChampCar em 2008. Aos nove pilotos inscritos no campeonato da IRL, juntam-se nomes como Jimmy Vasser (campeão em 1996), Paul Tracy (campeão em 2003), Alex Tagliani, Antonio Pizzonia e Roberto Moreno, o que faz dessa prova de despedida um momento ainda mais especial.


“Chegamos a Long Beach, para o que promete ser um fim de semana de grandes emoções. Nossa última vez andando no Panoz/Cosworth e correndo sob a bandeira da ChampCar. Foi muita vida vivida nessa
comunidade que aprendi a chamar de familia, e assim, não poderia deixar de me emocionar nessa despedida”
, explica Bruno, pole do GP em 2004 e por três anos no pódio (segundo em 2004; terceiro em 2003 e 2005).


O piloto de Belo Horizonte reconhece que, como os adversários, pensa em chegar ao alto do pódio o que, ao menos entre os destaques da categoria, é sinônimo de título. “Como competidores que somos, esse fim de semana não será apenas de despedida. Queremos todos sair daqui vencedores, e apesar de não haver uma disputa oficial pelo titulo da temporada 2008 da ChampCar, entre nós pilotos, temos colocado o título na mesa, e então, vencer
aqui domingo será duplamente especial”
.


Bruno e a Coyne confiam no bom acerto conseguido ano passado, que se refletiu em resultados positivos nas pistas com características semelhantes às de Long Beach (foi o terceiro em Surfers Paradise, na Austrália). “Tive um excelente desempenho nos treinos de pré-temporada com o carro e chegamos aqui com grandes expectativas para um ótimo fim de semana, acreditando que poderemos sim brigar pelas primeiras posições”.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *