IndyCar: Com nova vitória, Graham Rahal completa domínio em Detroit

O norte-americano Graham Rahal (Rahal Letterman Lanigan) venceu neste domingo (04/06) a segunda prova do GP de Detroit, no The Raceway at Belle Isle Park, oitava etapa da temporada. Foi a segunda vitória de Rahal no ano, e sexta na categoria. O norte-americano Josef Newgarden e o australiano Will Power, parceiros no Team Penske, completaram o pódio.

Rahal repetiu o domínio da prova de sábado, liderando 41, das 70 voltas disputadas.

A prova seguia sem nenhuma bandeira amarela, até que na volta 66 o canadense James Hinchcliffe (Schmidt Peterson Motorsport) parar na curva 3, com problemas mecânicos. Pouco depois o motor Chevrolet do norte-americano Spencer Pigot (Ed Carpenter Racing) estourou, provocando a bandeira vermelha.

Os carros foram para os pits no final volta 67. Para a retirada dos carros de Hinchcliffe e Pigot e a limpeza da pista.

Com a prova reiniciada, para duas voltas em bandeira verde, Rahal manteve a ponta, recebendo a bandeirada com 1s1772 de vantagem sobre Newgarden. Power foi o terceiro.

Desde a rodada dupla de Toronto, no Canadá, em 2013, com Dixon, um piloto não vencia as duas provas de uma rodada dupla.

Pole-position o japonês Takuma Sato (Andretti Autosport) liderou as primeiras 22 voltas, e terminou em quarto, seguido pelo francês Simon Pagenaud (Team Penske) e o neozelandês Scott Dixon (Chip Ganassi Racing).

O norte-americano Alexander Rossi (Andretti Herta) foi o sétimo, seguido pelo compatriota Charlie Kimball (Chip Ganassi Racing).

Os brasileiros Hélio Castroneves (Team Penske) e Tony Kanaan (Chip Ganassi Racing) fizeram provas de recuperação, e completaram os dez primeiros.

Castroneves se envolveu em um toque com o norte-americano Ryan Hunter-Reay (Andretti Autosport) logo no começo da prova. Ambos tiveram que ir para os boxes: Castroneves com um pneu furado e Hunter-Reay com o bico do carro avariado.

Kanaan teve que cumprir um drive-through, por passar por cima da mangueira de reabastecimento durante um pit stop.

Dixon lidera o campeonato com 303 pontos, oito a mais do que Castroneves.

A próxima etapa, no Texas motor Speedway, acontece no dia 10 de junho.

Final:

1 – Graham Rahal (Dallara DW12-Honda) – RLL – 70 voltas em 1h33m36s3769
2 – Josef Newgarden (Dallara DW12-Chevy) – Penske – 1″1772
3 – Will Power (Dallara DW12-Chevy) – Penske – 2″6228
4 – Takuma Sato (Dallara DW12-Honda) – Andretti – 3″8535
5 – Simon Pagenaud (Dallara DW12-Chevy) – Penske – 4″081
6 – Scott Dixon (Dallara DW12-Honda) – Ganassi – 4″6005
7 – Alexander Rossi (Dallara DW12-Honda) – Andretti – 6″1978
8 – Charlie Kimball (Dallara DW12-Honda) – Ganassi – 6″6823
9 – Helio Castroneves (Dallara DW12-Chevy) – Penske – 6″8439
10 – Tony Kanaan (Dallara DW12-Honda) – Ganassi – 7″7201

11 – Carlos Munoz (Dallara DW12-Chevy) – Foyt – 8″116
12 – Conor Daly (Dallara DW12-Chevy) – Foyt – 8″7847
13 – Marco Andretti (Dallara DW12-Honda) – Andretti – 9″6103
14 – Esteban Gutierrez (Dallara DW12-Honda) – Coyne – 13″1325
15 – Max Chilton (Dallara DW12-Honda) – Ganassi – 1 volta
16 – Mikhail Aleshin (Dallara DW12-Honda) – SPM – 1 volta
17 – Ryan Hunter-Reay (Dallara DW12-Honda) – Andretti – 1 volta
18 – JR Hildebrand (Dallara DW12-Chevy) – ECR – 1 volta
19 – Oriol Servia (Dallara DW12-Honda) – RLL – 1 volta

Volta mais rápida: Newgarden, 1m14s6385 na volta 59

Abandonos:
James Hinchcliffe (Dallara DW12-Honda) – SPM – 65 voltas
Spencer Pigot (Dallara DW12-Chevy) – ECR – 65 voltas
Ed Jones (Dallara DW12-Honda) – Coyne – 60 voltas

Campeonato:

1. Dixon 303; 2. Castroneves 295; 3. Sato 292; 4. Pagenaud 278; 5. Pagenaud 278; 5. Newgarden 259.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *