IndyCar: Dario Franchitti vence em Chicago

O escocês Dario Franchitti (Penske) venceu na noite deste sábado (29/08), o GP de Chicago, 14ª etapa da temporada. Foi a 3ª vitoria de Franchitti no ano e 26ª na categoria. O inglês Dan Wheldon (Panther) e o norte-americano Marco Andretti (Andretti Autosport) completaram o pódio.

Na largada o pole-position , o australiano Ryan Briscoe (Penske) manteve a ponta, com Marco Andretti pulando da sexta para a segunda posição. A primeira bandeira amarela foi agitada logo na 5ª volta, depois de uma sucessão da batidas no bloco intermediário iniciada com o toque entre o sul-africano Tomas Scheckter (Conquest) e o brasileiro Raphael Matos (de Ferran Dragon), que abandonaram. O brasileiro Vitor Meira (A.J.Foyt) acertou a traseira do carro da compatriota Bia Figueiredo (Dreyer & Reinbold Racing), tendo que ir aos boxes trocar o bico do seu Dallara-Honda, e caindo para a 27ª e última posição.

Na 16ª volta a prova recomeçou. Briscoe continuou a frente do pelotão, sendo muito pressionado por Andretti, com o duelo continuando após a primeira janela de pit stops, que começou na 55ª volta.

A segunda bandeira amarela aconteceu com a raspada no muro de Figueiredo, que havia escapado na curva quatro. Fazendo a sua terceira prova na categoria, Bia ainda conseguiu levar o carro até os boxes. Os lideres aproveitaram para antecipar a segunda janela de pit stops. Com os boxes lotados o venezuelano Ernesto Viso e o japonês Takuma Sato, parceiros na KV Racing, se tocaram, com Viso abandonando com a suspensão quebrada.

No momento da relargada, Meira se envolveu em outro toque, com o japonês Hideki Mutoh (Newman-Haas Racing) e o canadense Alex Tagliani (FAZZT Racing), com a bandeira amarela se prolongando por mais algumas voltas. Meira teve que trocar o bico de novo, com Tagliani abandonando nos boxes.

A norte-americana Sarah Fisher (Sara Fisher Racing), não fez a sua segunda parada, assumindo a liderança da prova. A relargada aconteceu na 91ª volta, com Briscoe ultrapassando Fisher na volta seguinte. Fisher permaneceu em segundo, segurando o pelotão, até a 113ª volta. Briscoe era o primeiro, seguido pelo compatriota e parceiro na Penske, Will Power.

Briscoe parou pela terceira vez nos boxes na 136ª volta, com a prova em bandeira amarela. Nas voltas seguintes os demais líderes também entraram nos pits. Wheldon apareceu na liderança após as paradas.

Durante dez voltas Wheldon, Power, Andretti e Briscoe, todos usando o botão puss to pass (que adiciona potencia ao motor durante alguns segundos) duelaram pela liderança, com várias trocas de posição. Na 160ª volta Power assumiu a ponta, e deu uma desgarrada do grupo.

Na 170ª volta o inglês Alex Lloyd (Dale Coyne Racing) rodou na curva quatro, escorregando pela pista a frente de diversos carros, sem milagrosamente ser acertado por ninguém, indo parar na grama. Terceira bandeira amarela da prova.

Todos os pilotos retornaram os boxes, para o último reabastecimento e troca de pneus. Nem todos optaram por novos compostos, entre eles Franchitti, que até a amarela vinha em 8º lugar.

Com um excelente trabalho da equipe o bicampeão voltou a pista em primeiro lugar, seguido por Power e Wheldon. Na 177ª volta aconteceu a relargada final.

Franchitti manteve a posição, com Wheldon ultrapassando Power nas voltas seguintes. Faltando cinco voltas para o final Power ficou sem combustível, tendo que se arrastar lentamente até os boxes para um splash and go.

Wheldon ainda pressionou Franchitti nas voltas finais, com o escocês recebendo a bandeirada em primeiro com apenas 0s0423 de vantagem. Andretti foi o 3º, seguido pelos parceiros de equipe, o compatriota Ryan Hunter-Reay e o brasileiro Tony Kanaan. O brasileiro Helo Castroneves, discreto durante toda a prova, acabou sendo o melhor da Penske em 6º lugar.

Meira, em uma grande prova de recuperação, terminou em 9º. Briscoe foi apenas o 11º, depois de cometer dois erros nas voltas finais, com Power na 16ª posição.

O brasileiro Mario Moraes (KV Racing), punido por excesso de velocidade nos boxes, terminou em 17º.

A vantagem de Power sobre Franchitti no campeonato caiu para 23 pontos, 528 a 505, faltando três provas, todas em ovais, para o encerramento da temporada.

A próxima etapa do campeonato da Fórmula Indy acontece neste próximo sábado (04/09) em Kentucky, mais uma prova noturna realizada em circuito oval.

Final:

1º Dario Franchitti (ESC) Chip Ganassi 200 voltas
2º Dan Wheldon (ING) Panther Racing 0s0423
3º Marco Andretti (EUA) Andretti Autosport 0s1051
4º Ryan Hunter-Reay (EUA) Andretti Autosport 0s1631
5º Tony Kanaan (BRA) Andretti Autosport 0s3408
6º Helio Castroneves (BRA) Penske 0s4868

7º Justin Wilson (ING) Dreyer & Reinbold Racing 0s5953
8º Scott Dixon (NZL) Chip Ganassi 0s9137
9º Vitor Meira (BRA) A J Foyt Enterprises 0s9588
10º Graham Rahal (EUA) Newman Haas Racing 0s9841
11º Ryan Briscoe (AUS) Penske 1s0185
12º Bertrand Baguette (BEL) Conquest Racing 1s0833
13º Hideki Mutoh (JAP) Newman Haas Racing 1s3042
14º Danica Patrick (EUA) Andretti Autosport 1s5658
15º Sarah Fisher (EUA) Sarah Fisher Racing + 1 volta
16º Will Power (AUS) Penske + 1 volta
17º Mario Moraes (BRA) KV Racing Technology + 1 volta
18º Davey Hamilton (EUA) De Ferran Dragon Racing + 1 volta
19º Milka Duno (VEN) Dale Coyne Racing + 3 voltas

Não completaram a prova

20º Ed Carpenter (EUA) Vision – Panther Racing + 21 voltas
21º Jay Howard (ING) Sarah Fisher Racing + 38 voltas
22º Alex Lloyd (ING) Dale Coyne Racing + 38 voltas
23º Simona de Silvestro (SUI) HVM Racing + 50 voltas
24º Ana Beatriz (BRA) Dreyer & Reinbold Racing + 112 voltas
25º Alex Tagliani (CAN) FAZZT Race Team + 115 voltas
26º Takuma Sato (JAP) KV Racing Technology + 120 voltas
27º Ernesto Viso (VEN) KV Racing Technology + 120 voltas
28º Tomas Scheckter (AFS) Conquest Racing + 196 voltas
29º Raphael Matos (BRA) De Ferran Dragon Racing + 196 voltas

Confira como está o campeonato da Fórmula Indy após 14 etapas:

1º Will Power (Penske) 528 pontos
2º Dario Franchitti (Chip Ganassi) 505 pontos
3º Scott Dixon (Chip Ganassi) 443 pontos
4º Ryan Briscoe (Penske) 406 pontos
5º Hélio Castroneves (Penske) 398 pontos
6º Ryan Hunter Reay (Andretti Autosport) 392 pontos
7º Tony Kanaan (Andretti Autosport) 360 pontos
8º Marco Andretti (Andretti Autosport) 319 pontos
9º Justin Wilson (Dreyer & Reinbold Racing) 316 pontos
10º Dan Wheldon (Panther Racing) 309 pontos
12º Vitor Meira (A J Foyt) 257 pontos
14º Mario Moraes (KV Racing Technology) 253 pontos
15º Raphael Matos (De Ferran Dragon Racing) 251 pontos
23º Mario Romanci (Conquest Racing) 149 pontos
29ª Bia Figueiredo (Dreyer & Reinbold Racing) 45 pontos
39º Bruno Junqueira (FAZZT Race Team) 13 pontos

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *