IndyCar: De forma improvável, Marcus Ericsson vence o tumultuado GP de Nashville

O sueco Marcus Ericsson (Chip Ganassi Racing) venceu o GP de Nashville, no circuito montado nas ruas da cidade do estado do Tennessee, 11ª etapa da temporada. Foi a sua segunda vitória na categoria. O neozelandês Scott Dixon completou a dobradinha da Chip Ganassi Racing. O canadense James Hinchcliffe (Andretti Autosport) fechou o pódio.

Em uma prova com diversos acidentes, disputada pela primeira vez nas ruas de Nashville, Ericsson foi protagonista de um “bizarro” acidente logo na quarta volta. O seu Dallara-Honda decolou após o sueco acertar a traseira do francês Sebastien Bourdais (Dale Coyne Racing), em uma relargada. Com a asa dianteira quebrada Ericsson foi para os boxes (no total parou sete vezes nos boxes durante a prova), sendo punido depois com um stop-and-go, pelo choque com Bourdais.

Com vários acidentes durante a prova, incluindo uma bandeira vermelha de 30 minutos, depois de um engavetamento na curva 11 que envolveu oito carros na 20ª volta, Ericsson apareceu na liderança, em definitvo na 56ª volta. Pole-position o norte-americano Colton Herta (Andretti Autosport) vinha em segundo, pressionando Ericsson quando faltando cinco voltas para o final, bateu forte na curva 9. Provocando a segunda bandeira vermelha da prova.

Na relargada, para mais duas voltas em bandeira verde, Ericsson manteve a ponta, vencendo com 1s5596 de vantagem sobre Dixon. Hinchcliffe foi o terceiro.

O norte-americano Ryan Hunter-Reay (Andretti Autosport) terminou em quarto, seguido pelo compatriota Graham Rahal (Rahal Letterman Lanigan Racing). Líder do campeonato o espanhol Alex Palou (Chip Ganassi Racing) terminou em sétimo. O brasileiro Hélio Castroneves (Meyer Shank Racing) terminou em nono.

Palou lidera o campeonato com 410 pontos, seguido por Dixon com 368.

A próxima etapa acontece no dia 14 de agosto, no traçado misto do Indianápolis Motor Speedway.

Final:

1 18 8 Marcus Ericsson (Chip Ganassi) D/H/F 80 voltas
2 2 9 Scott Dixon (Chip Ganassi) D/H/F 80
3 10 29 James Hinchcliffe (Andretti Autosport) D/H/F 80
4 14 28 Ryan Hunter-Reay (Andretti Autosport) D/H/F 80
5 13 15 Graham Rahal (Rahal Letterman Lanigan Racing) D/H/F 80
6 26 18 Ed Jones (Dale Coyne w/Vasser-Sullivan) D/H/F 80
7 9 10 Alex Palou (Chip Ganassi) D/H/F 80
8 4 7 Felix Rosenqvist (Arrow McLaren SP) D/C/F 80
9 15 06 Helio Castroneves (Meyer Shank Racing) D/H/F 80
10 12 2 Josef Newgarden (Roger Penske) D/C/F 80
11 17 45 Santino Ferrucci (Rahal Letterman Lanigan Racing) D/H/F 80
12 20 20 Conor Daly (Ed Carpenter Racing) D/C/F 80
13 8 5 Patricio O’Ward (Arrow McLaren SP) D/C/F 80
14 11 12 Will Power (Roger Penske) D/C/F 80
15 6 60 Jack Harvey (Meyer Shank Racing) D/H/F 80
16 5 51 Romain Grosjean (Dale Coyne w/Rick Ware) D/H/F 80
17 3 27 Alexander Rossi (Andretti Autosport) D/H/F 80
18 21 59 Max Chilton (Carlin) D/C/F 80
19 1 26 Colton Herta (Andretti w/ Curb-Agajanian) D/H/F 74
20 27 52 Cody Ware (Dale Coyne w/Rick Ware) D/H/F 70
21 7 22 Simon Pagenaud (Penske) D/C/F 68
22 23 3 Scott McLaughlin ( Penske) D/C/F
23 19 4 Dalton Kellett (A.J. Foyt) D/C/F
24 22 21 Rinus VeeKay (Ed Carpenter Racing) D/C/F 24
25 24 30 Takuma Sato (Rahal Letterman Lanigan Racing) D/H/F 19
26 25 48 Jimmie Johnson (Chip Ganassi) D/H/F 18
27 16 14 Sebastien Bourdais (A.J. Foyt) D/C/F 5

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *