Indycar: Honda faz melhorias no sistema de segurança da Fórmula Indy

Modo inovador na técnica de abastecer irá trazer mais segurança no pit-stop

Ao longo dos anos, o pit-stop trouxe muitos acidentes para a Fórmula indy. A parada para abastecer muitas vezes resultou em incêndios quando os pilotos deixavam os boxes. Para evitar isso, a Honda, fornecedora oficial de motores da categoria, desenvolveu uma técnica inovadora que busca maior proteção e reduz incêndios nos boxes.

O sistema, o primeiro em monoposto, inclui um sensor na bomba de combustível que corresponde eletrônicamente no controle do motor e no controle da unidade do câmbio. O dispositivo impede que a primeira marcha seja acionada enquanto a mangueira de reabastecimento ainda esteja conectada ao carro no pit lane.

A Dallara, fabricante do chasi dos carros da categoria, incluiu o sistema dentro da célula de sobrevivência para a temporada de 2012. Pilotos testaram o equipamento semana passada nos treinos em Barber, no Alabama. Um semelhante sistema pode ser usado em carros de passeio.

“Todo ano, como resultado de erro humano ou problemas mecânicos, há casos de pilotos deixando os boxes enquanto a mangueira de reabastecimento continua presa ao carro”, disse Roger Griffiths, diretor técnico da Honda. “Todos esses incidentes criam a possibilidade de incêndio nos boxes e ferimentos nos pilotos, membros de equipe, e outras pessoas na área do pit lane. Foi um incidente desse tipo durante uma corrida da American Le Mans Series em 2008, resultante em ferimentos graves que levou ao desenvolvimento deste sistema”, comentou o técnico da montadora.

Quando o sensor detecta uma conexão entre a mangueira de reabastecimento e o bocal, um software programado sinaliza para que imediatamente o carro permaneça no neutro, previnindo assim o piloto.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *