IndyCar: Lula ressalta importância do uso do etanol na São Paulo Indy 300

Presidente recebeu pilotos e organizadores da etapa brasileira da competição, que acontece no dia 14 de março.

O presidente Luiz Inácio Lula da Silva recebeu na tarde desta terça-feira (2) a visita dos pilotos brasileiros e organizadores da São Paulo Indy 300. O encontro aconteceu em Brasília (DF), no Centro Cultural Banco do Brasil, sede provisória da Presidência da República. A prova, que abrirá a temporada de 2010 do Campeonato Mundial de Fórmula Indy, o IZOD Indy Car Series, acontece na região do sambódromo de São Paulo (SP), no dia 14 de março. Cerca de 45 mil pessoas devem prestigiar o evento, que reafirma a importância do Brasil no cenário internacional do automobilismo.

A comitiva contou com a presença dos pilotos Hélio Castro Neves, Tony Kanaan, Bia Figueiredo, Vitor Meira, Mario Romancini, Mario Moraes e Raphael Matos e do presidente da Fórmula Indy, Terry Angstadt. O Grupo Bandeirantes de Comunicação, organizador do evento em parceria com a Prefeitura de São Paulo, foi representado pelos vice-presidentes Marcelo Meira e Frederico Nogueira, pelo diretor-geral Daruiz Paranhos, diretor-geral de Brasília, Flávio Lara Resende. O presidente da Confederação Brasileira de Automobilismo (CBA), Cleyton Pinteiro, e o representante brasileiro da Indy Racing League, Carlos Gancia, além de representantes da Agência Brasileira de Promoção de Exportações e Investimentos (Apex-Brasil) e da União da Indústria da Cana-de-Açúcar (Unica) também integraram o grupo.

A principal pauta do encontro foi o uso do etanol brasileiro na Fórmula Indy – – o biocombustível é usado na competição desde 2009. “A firmeza e a determinação do presidente em aprovar a questão do biocombustível, mais ainda, o seu desejo de ver uma prova de Fórmula Indy correndo no Brasil com etanol significa a garantia de que a São Paulo Indy 300 será um sucesso absoluto”, afirmou Marcelo Meira.

De acordo com os pilotos Bia Figueiredo e Vitor Meira, o presidente Lula ressaltou a importância não só econômica como ambiental do uso do biocombustível nacompetição. “Esse foi o primeiro contato do presidente com a Fórmula Indy. Ele ficou interressado em saber como é a categoria, sobre o uso do etanol brasileiro, que é muito importante para o país”, afirmou Bia Figueiredo, referindo-se ao destaque dado pelo presidente a divulgaçãoda tecnologia nacional em todo o mundo, pela categoria. Estima-se que pelo menos 8 mil litros do combustível de cana-de-açúcar sejam utilizados por temporada.

Lula recebeu de presente um capacete verde-e-amarelo da Fórmula Indy e uma credencial de piloto da Confederação Brasileira de Automobilismo. “Convidei o presidente para dar uma volta junto comigo. Como ele teve uns probleminhas de saúde recentemente, eu vou bem devagar. Prometi que não passarei de 300 km/h”, brincou a piloto. Vitor Meira ressaltou que o presidente ficou de verificar a agenda para comparecer à corrida.

A São Paulo Indy 300 será a primeira corrida de rua da IndyCar Series na América Latina. O traçado criado pelo projetista neozelandês Tony Cotman tem 4.180 metros de extensão, com direito a uma reta na Marginal Tietê de 1.500 metros, onde os carros devem superar a barreira dos 300 km/h. A cidade é a única do mundo a receber provas da Fórmula Indy e da Fórmula 1, as duas principais categorias do automobilismo, e também será sede de uma etapa do Campeonato Mundial de GT1 (FIA GT1 World Championship), a mais prestigiada competição de carros tipo turismo.

Amanhã (3), pilotos e organizadores farão uma visita ao Circuito Anhembi, onde a prova será realizada, para vistoriar as obras ao lado do prefeito de São Paulo, Gilberto Kassab. O encontro acontece às 11h, na região do Sambódromo do Anhembi, na Zona Norte da capital paulista.

A São Paulo Indy 300 terá transmissão ao vivo pelos canais Band e Bandsports, além das rádios Bandeirantes e BandNews FM.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *