IndyCar: Meira aponta tráfego complicado nos treinos da Indy em Toronto

Brasileiro avalia trabalho no primeiro dia de preparação e diz que tempos de volta não dão parâmetro fiel

Vitor Meira avaliou com serenidade positiva o trabalho da A.J. Foyt Racing nesta sexta-feira (16), primeiro dia de treinos para o GP de Toronto, nona etapa da temporada da Fórmula Indy. O piloto brasileiro foi 12º colocado na primeira sessão e fechou a outra em 16º, concluindo que houve bom avanço na preparação do carro número 14 para a prova deste domingo (18), que vai marcar o encerramento da primeira metade do campeonato de 2010.

“Foi um dia bastante proveitoso, conseguimos fazer mais boas mudanças do que mudanças ruins. Estamos no caminho certo”, definiu, com certa modéstia. “O carro esteve bom em Toronto na etapa do ano passado, está bom de novo. Só que nós temos que adaptar o acerto para os pneus, que mudaram um pouquinho. Temos mais algumas coisinhas para testar no último treino livre de amanhã”, disse o brasileiro, único piloto da equipe chefiada por A.J. Foyt.

Vitor Meira procura avaliar o resultado do trabalho feito nos 120 minutos de treino sem comparar os tempos de volta. “Nossa colocação na folha de tempos não é um indicador verdadeiro de onde nós podemos chegar com esse carro. Isso porque, no segundo treino, por exemplo, eu só consegui dar uma volta limpa, sem tráfego, e aquela acabou não sendo a minha melhor volta. É pista de rua, sempre tempos de ter atenção a essa questão do tráfego”, falou.

A programação deste sábado (17) em Toronto prevê mais um treino livre, a partir das 10h10, e a tomada de tempos classificatória, marcada para começar às 13h50. A largada para as 85 voltas da corrida de domingo será dada às 14h – todos os horários são referentes a Brasília, que está uma hora à frente de Toronto no fuso. 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *