IndyCar: Mike Conway vence segunda prova em Toronto

O britânico Mike Conway (Ed Carpenter Racing) venceu neste domingo (20/07), a segunda prova da rodada dupla do GP de Toronto, no Canadá. Foi a segunda vitória de Conway no ano. O brasileiro Tony Kanaan (Chip Ganassi) e o australiano Will Power (Penske) completaram o pódio.

Logo na primeira volta, Kanaan ficou parado na curva três, e provocou a primeira bandeira amarela. O brasileiro caiu para a última posição. Pole-position, o brasileiro Hélio Castroneves (Penske) era o líder.

Na 12ª volta começou a chover nas ruas de Toronto. O colombiano Juan Pablo Montoya (Penske) escorregou na curva oito. O russo Mikhail Aleshin (Schmidt Peterson Motorsports) passou reto e parou embaixo do carro do colombiano. Na sequencia o canadense James Hinchcliffe (Andretti Autosport) também se envolveu na confusão.

A bandeira amarela foi acionada, para a retirada do carro de Montoya de cima do russo. Apesar da gravidade do acidente, Aleshin saiu ileso do cockpit. Montoya e Hinchcliffe retornaram a prova.

Os pilotos foram para os boxes, colocar pneus de chuva. Sem pararem nos boxes, o norte-americano Josef Newgarden (Sarah Fisher Hartman Racing) e o francês Sébastien Bourdais (KVSH Racing) assumiram as primeiras posições.

Na relargada, Newgarden manteve a liderança, mas não demorou a perder rendimento e posições. Castroneves reassumiu a liderança. Detritos na pista provocaram a terceira amarela na 24ª volta. 

Na 32ª volta, o italiano Luca Filippi (Rahal Letterman Lanigan Racing) bateu na curva oito, provocando mais uma amrela. Com a chuva, a direção de prova anunciou que a prova iria acabar no tempo limite, de 80 minutos.

Em uma disputa lado a lado, Power passou Castroneves na 41ª volta. Três voltas depois, a batida do colombiano Sebastian Saavedra (KV AFS Racing) na curva três, provocou a quarta amarela.

Com a pista secando, Conway foi o segundo a entrar nos boxes, e trocar os pneus de chuva para os de pista seca.

Na relargada, na 49ª volta, o britânico Justin Wilson (Dale Coyne Racing) liderava seguido por Newgarden (ambos ainda com pneus de chuva) e Conway. Na volta seguinte, Conway superou os dois.

Na 51ª volta, um múltiplo acidente provocou a paralisação da prova em bandeira vermelha. Envolveram-se no acidente na curva três, o australiano Ryan Briscoe (Penske), o colombiano Carlos Huertas (Dale Coyne Racing), os norte-americanos, Marco Andretti e Ryan Hunter-Reay e o colombiano Carlos Muñoz, os três da Andretti Autosport. A prova foi paralisada faltando 4m23s para o final.

Com a bandeira verde agitada novamente para três voltas, Conway era o líder, com Kanaan passando Wilson pelo segundo.

O britânico abriu vantagem nos minutos finais, para vencer com 3s5 de vantagem sobre Kanaan. Power foi o terceiro.

O norte-americano Charlie Kimball (Chip Ganassi) terminou em quarto, seguido pelo japonês Takuma Sato (Foyt) e o britânico Jack Hawksworth (Bryan Herta Autosport).

O neozelandês Scott Dixon (Chip Ganassi), Andretti, Bourdais e Wilson fecharam os dez primeiros.

Castroneves, que teve o bico dianteiro danificado na volta final, terminou apenas na 12ª posição.

Terceiro no campeonato, o francês Simon Pagenaud (Schmidt Peterson Motorsports) tocou no muro no começo da prova, e terminou na 22ª posição.

Castroneves lidera o campeonato com 512 pontos, seguido por Power com 484 e Pagenaud, com 454.

A próxima etapa acontece em Mid-Ohio, no dia 03 de agosto.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *