IndyCar: Moraes termina na quinta posição em Motegi

Piloto conseguiu superar problemas no primeiro pit-stop e manteve bons resultados na reta final.

O brasileiro Mario Moraes completou as 200 voltas do GP do Japão, que aconteceu na madrugada deste sábado (19), em quinto lugar. Esse é o terceiro resultado seguido de Mario entre os cinco primeiros, que conquistou seu primeiro pódio na última corrida em Chicago. Tanto o piloto quanto a equipe KV Racing Technology estreavam na pista de Motegi. A briga pela primeira posição também era a briga pelo campeonato. O vencedor da 16ª etapa da Fórmula Indy foi o neozelandês Scott Dixon, que assumiu a liderança, e chega a decisão da temporada com uma vantagem de cinco pontos para seu companheiro de equipe, Dario Franchitti, e oito pontos para o australiano Scott Dixon. 

“Estou feliz por toda a equipe KV Racing, eles fizeram um grande trabalho todo o fim de semana. Nós começamos em segundo, mas cai para terceiro logo no início da corrida. Depois, no primeiro pit-stop, nós tivemos um problema de reabastecimento e tive de voltar em seguida. Isso nos deixou duas voltas atrás. Mas, toda a equipe trabalhou muito e tivemos um pouco de sorte com a bandeira amarela que nos colocou na volta do líder novamente e terminamos em quinto. É nosso terceiro término entre os cinco primeiros, e estou feliz com isso”, afirmou o piloto.

Saindo do segundo lugar no grid, Mario caiu para terceiro logo na largada após ser ultrapassado por Dario Franchitti, mas aí permaneceu com uma pilotagem constante durante todo o primeiro trecho. No primeiro pit-stop, o piloto da KV Racing teve problemas com a mangueira de reabastecimento, o que o fez cair para 12º. Em uma corrida de recuperação, Mario conseguiu se manter entre os dez primeiros, e na metade final da prova voltou a se aproximar do pelotão da frente. Com desempenho firme, o piloto de 20 anos assegurou a quinta posição.

Com isso, Moraes subiu uma posição na classificação geral, e está em 15 com 278 pontos. A próxima, e última, corrida da temporada está marcada para o dia 10 de outubro, no circuito oval de Homestead, em Miami, cidade onde Mario vive nos Estados Unidos.

Confira o final do GP do Japão:
1º. Scott Dixon (NZL/Ganassi), 200 voltas
2º. Dario Franchitti (ESC/Ganassi), a 1s4475
3º. Graham Rahal (EUA/ Newman-Haas-Lanigan), a 3s2002
4º. Oriol Servià (ESP/Rahal Letterman), a 7s3720
5º. Mario Moraes (BRA/KV), a 12s7643
6º. Danica Patrick (EUA/Andretti Green), a 16s1392
7º. Marco Andretti (EUA/Andretti Green), a 16s6513
8º. Dan Wheldon (ING/Panther), a 17s2646
9º. Raphael Matos (BRA/Luczo Dragon), a 17s5790
10º. Helio Castro Neves (BRA/Penske), a 1 volta
11º. Tony Kanaan (BRA/Andretti Green), a 1 volta
12º. Justin Wilson (ING/Dale Coyne), a 1 volta
13º. Ed Carpenter (EUA/Vision), a 2 voltas
14º. Hideki Mutoh (JAP/Andretti Green), a 2 voltas
15º. E.J. Viso (VEN/HVM), a 2 voltas
16º. Robert Doornbos (HOL/Newman-Haas-Lanigan), a 2 voltas
17º. Kosuke Matsuura (JAP/Conquest), a 5 voltas
18º. Ryan Briscoe (AUS/Penske), a 15 voltas
19º. Stanton Barrett (EUA/3G), a 18 voltas
20º. Roger Yasukawa (EUA/Dreyer & Reinbold), a 28 voltas

Não completaram:
Ryan Hunter-Reay (EUA/Vision), 157 voltas
Mike Conway (ING/Dreyer & Reynbold), 103 voltas
Tomas Scheckter (AFS/Dreyer & Reynbold), 83 voltas

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *