Indycar: Procon notifica organizadores da Indy e pede devolução de dinheiro dos ingressos

Grupo Bandeirantes não quer ressarcir público por acreditar que “fez a sua parte”

Organizador da etapa de São Paulo da Fórmula Indy, o Grupo Bandeirantes foi notificado pelo Procon e tem até esta quinta-feira (4) para responder quando e como vai ressarcir os donos de ingressos que não puderam acompanhar a disputa, que foi transferida de domingo (1º) para a manhã desta segunda (2) devido à forte chuva. A informação é do jornal O Estado de S. Paulo.

Ainda no domingo, o vice-presidente do grupo, Frederico Nogueira, havia descartado a possibilidade de haver devolução de ao menos parte dos valores. De acordo com ele, era impossível prever a chuva:

– Quem veio aqui teve um grande entretenimento por todo o sábado e boa parte do domingo. Fizemos a nossa parte, entregamos um belíssimo espetáculo [se refere aos treinos livres e classificatórios, provas da categoria GT3 e demonstrações da Fórmula Truck] e queremos concluir esse espetáculo. Se a pessoa não puder comparecer, a gente realmente lamenta

Entretanto, para o assessor-chefe do Procon, Carlos Coscarelli, este argumento não é válido:

– Só houve parte da prestação do serviço. Não existe essa imprevisibilidade [das condições do tempo]. A lei determina que cabe ao fornecedor arcar com o risco.

Se não responder à solicitação do Procon, o Grupo Bandeirantes pode tomar multa de R$ 400 a R$ 6 milhões. Quem se sentiu lesado também pode recorrer ao Juizado Especial.

Fonte: R7

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *