IndyCar: Randy Bernard deixa a presidência da Indycar

Após quase três anos como CEO, Bernard seguirá como conselheiro da organização

Após uma reunião especial do Conselho de Administração da Indianápolis Motor Speedway Corporation no último domingo, dia 28 de outubro, foi anunciado que Randy Bernard renunciará a sua posição como CEO da Indycar imediatamente.

Jeff Belskus, CEO da Indianápolis Motor Speedway Corporation, foi nomeado como presidente interino da Indycar. “Estamos muito gratos pelo esforço incansável que Randy investiu para aprender, entender e trabalhar no crescimento da Indycar durante as três últimas temporadas”, disse Belskus. “Ambos, Randy e nossa organização, refletimos sobre a temporada passada, olhamos para as oportunidades do futuro e como faremos para melhor aproveitá-las, então concordamos que era o momento certo para seguir por caminhos distintos”, explicou Jeff Belskus.

Randy Bernard, que chegou a Indycar em março de 2010, afirma que está deixando a organização em uma posição melhor do que quando chegou. “Eu gostei muito da oportunidade de trabalhar com toda a comunidade da Indycar, o que inclui as equipes, pilotos, os nossos parceiros e também os fãs da categoria”, contou Bernard. “Nos últimos três anos tivemos momentos excitantes, mas também momentos difíceis. Criamos uma base para que a Indycar possa crescer ao longo dos próximos anos, e eu estou orgulhoso do que todos da organização têm sido capaz de realizar neste tempo que estive aqui”, finalizou.

Belskus creditou a Bernard o sucesso da Indycar durante um período importante e desafiador, que inclui o desenvolvimento e implantação das primeiras regras do novo chassi em nove anos, e a introdução de uma nova plataforma de motor de múltiplos fabricantes, depois de seis anos de um formato com um único fornecedor.

Jeff Belskus ainda acrescentou que Bernard deverá continuar na estrutura da Indycar como conselheiro, fornecendo elementos para o funcionamento global da organização, com uma espécie de assessoria.

Belskus, que já foi CEO da Indycar entre julho de 2009 e fevereiro de 2010, continuará com suas atuais funções, além de assumir como presidente interino da categoria. Ele disse que não existe um prazo específico para o anúncio do substituto permanente, e acrescentou o que futuro CEO da Indycar será tratado como parte do atual processo de planejamento estratégico da organização, que inclui uma assistência de gestão de negócios da empresa The Boston Consulting Group, e incorpora uma consultoria com os stakeholders da Indycar.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *