IndyCar: Ryan Hunter-Reay vence em Baltimore

O norte-americano Ryan Hunter-Reay (Andretti Autosport) venceu neste domingo (02/09), no circuito montado nas ruas da cidade de Baltimore, nos EUA, a penúltima etapa da temporada. O australiano Ryan Briscoe (Penske) e o francês Simon Pagenaud (Sam Schmidt-Hamilton) completaram o pódio.

Hunter-Reay superou Briscoe pela liderança, na 8ª relargada da prova, na 70ª volta. Na mesma volta, um múltiplo acidente na curva quatro, acionou a última bandeira amarela da prova. Na relargada final, na 73ª volta, Hunter-Reay usou o que restava do “puss-to-pass” para se defender de Briscoe, e vencer com 1s43 de vantagem sobre Briscoe. Pagenaud fechou o pódio.

Fazendo a sua 200ª prova na categoria, o neozelandês Scott Dixon (Ganassi) terminou em 4º. O brasileiro Rubens Barrichello (KV Racing) superou o australiano Will Power (Penske), na primeira curva, na relargada final, conquistando o 5º lugar.

Líder do campeonato, Power alinhou na pole e manteve a ponta na largada. Na 17ª volta, uma leve chuva atingiu o circuito, com uma bandeira amarela, a 3ª da prova, sendo agitada; duas voltas depois. O norte-americano Marco Andretti (Andretti Autosport) acertou a barreira de proteção.

Os quatro primeiros colocados, Power, Dixon, o francês Sébastien Bourdais (Dragon) e o inglês Justin Wilson (Dale Coyne) entraram nos pits, para colocar pneus de chuva. Hunter-Reay, que largou em 10º, permaneceu na pista, assumindo a liderança pela primeira vez. Na 23ª volta fez a sua primeira parada nos boxes.

A chuva passou rápido, com Power decidindo permanecer mais tempo na pista, enquanto a maioria voltava aos boxes, para colocar pneus slicks. A estrategia da Penske se mostrou errada, e quando Power fez a parada, caiu para 17º, quase 50 segundos atrás dos líderes.

Power se recuperou, alcançando o 5º lugar, até perder duas posições, para Barrichello e o espanhol Oriol Servia (Panther/DDR) nas voltas finais. Ele ainda recuperou uma posição, de Servia, terminando em 6º.  Servia foi o 7º.

O canadense Alex Tagliani (Bryan Herta Autosport), o venezuelano Ernesto viso (KV Racing) e o brasileiro Helio Castroneves (Penske) fecharam os dez primeiros.

Os demais brasileiros na prova abandonaram. Bruno Junqueira (Sarah Fisher Hartman), com problemas mecânicos na 64ª volta, e Tony Kanaan (KV Racing) após errar e bater sozinho, na 52ª volta.

Foram nove bandeiras amarelas, por 24 voltas. A primeira bandeira amarela da prova aconteceu na 9ª volta, com a batida do norte-americano Ed Carpenter (Ed Carpenter Racing). Na 14ª volta um acidente na curva seis envolveu Castroneves, o norte-americano J.R.Hildebrand (Panther), o norte-americano Mike Conway (A.J.Foyt) e Junqueira.  A batida de Andretti na curva um, provocou a terceira amarela na 19ª volta.

O escocês Dario Franchitti (Ganassi) e a suíça Simona de Silvestro (HVM) se enroscaram na curva um, provocando a quarta amarela, na 22ª volta. O inglês James Jakes (Dale Coyne) bateu na curva doze, com a amarela aparecendo pela 5ª vez na 33ª volta. Pouco após a relargada, a amarela retornou na 37ª volta, com a batida do canadense James Hinchcliffle (Andretti Autosport) na curva dois. Três voltas depois, a sétima amarela foi agitada, com outro acidente com de Silvestro, que abandonou. O norte-americano Charlie Kimball (Ganassi) parou na curva três, com a penúltima amarela sendo agitada na 66ª volta.

Logo após a relargada na 70ª volta, a amarela apareceu pela última vez, com um múltiplo acidente. Conway bateu na curva quatro, com o norte-americano Grahan Rahal (Ganassi) rodando ao tentar evitar bater no compatriota. Rahal tocou em Wilson, que acabou com seu carro em cima de Conway.

Power liderou o maior número de voltas, 22 (1-18/53-56), Pagenaud 14 (37-50), Hunter-Reay cinco (19-20/22/36/51-52/69-75), o japonês Takuma Sato (Rahal Letterman) 12 (24-35), Briscoe 11 (58-68), Hinchcliffe uma (21) e Tagliani uma (57).

Power fez a volta mais rápida: 1m19s0055 (92,956 mph), na 64ª volta.

Com 453 pontos Power lidera o campeonato, seguido por Hunter-Reay com 436. Castroneves com 401 e Dixon com 400, mantém chances remotas de serem campeões.

Pelo sétimo ano seguido, o campeonato será decidido na última prova. A decisão acontece no dia 15 de setembro, na pista oval do Auto Club Speedway, em Fontana. 

Final:

1. #28 Ryan Hunter-Reay Andretti (C)  75 voltas em 2h09m02s9522
2. #2 Ryan Briscoe Penske (C) + 1.4391
3. #77 Simon Pagenaud Schmidt (H) + 3.0253
4. #9 Scott Dixon Ganassi (H) + 3.9281
5. #8 Rubens Barrichello KVR (C) + 5.0450
6. #12 Will Power Penske (C) + 5.7467
7. #22 Oriol Servia  Panther/DRR (C) + 7.5913
8. #98 Alex Tagliani Bryan Herta (H) + 7.7701
9. #5 EJ Viso KVR (C) + 8.8651
10. #3 Helio Castroneves Penske (C) + 9.0843
11. #38 Graham Rahal Ganassi (H) + 10.2963
12. #4 JR Hildebrand Panther (C) + 17.1591
13. #10 Dario Franchitti Ganassi (H) + 1
14. #26 Marco Andretti Andretti (C) + 1
15. #27 James Hinchcliffe Andretti (C) + 2
16. #14 Mike Conway AJ Foyt (H) + 2
17. #18 Justin Wilson Dale Coyne (H) + 3

Abandonoss:

18. #83 Charlie Kimball Ganassi (H) + 10 voltas
19. #67 Bruno Junqueira SFHR (H) + 11 voltas
20. #11 Tony Kanaan KVR (C) + 23 voltas

21. #15 Takuma Sato Rahal (H) + 25 voltas
22. #78 Simona de Silvestro HVM (L) + 37 voltas
23. #7 Sebastien Bourdais Dragon (C) + 43 voltas
24. #19 James Jakes Dale Coyne (H) + 44 voltas
25. #20 Ed Carpenter ECR (C) + 68 voltas

Volta mais rápida: Will Power – 92.956mph (1m19s0055) na 64ª volta

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *