IndyCar: Scott Dixon vence o GP de Toronto

O neozelandês Scott Dixon (Chip Ganassi Racing) venceu o GP de Toronto, no Exhibition Place, no Canadá, decima etapa da temporada. Foi a sua primeira vitória no ano, e 52ª na categoria, empatando com o norte-americano Mario Andretti (o norte-americano A.J.Foyt soma 67 vitórias). O norte-americano Colton Herta (Andretti Autosport) e o sueco Felix Rosenqvist (Arrow McLaren SP) completaram o pódio.

Segundo no grid, Dixon liderou 40, das 85 voltas disputadas, assumindo a ponta, em definitivo, na 61 volta. Vencendo com 0s8106 de vantagem sobre Herta, que alinhou na pole. Rosenqvist foi o terceiro.

Foi a quarta vitória de Dixon em Toronto. O piloto estendeu o seu recorde, de 18 temporadas consecutivas com ao menos uma vitória. E 20 temporadas no geral.

Graham Rahal (Rahal Letterman Lanigan Racing) terminou em quarto, seguido pelo sueco Marcus Ericsson) e o espanhol Alex Palou, parceiros na Chip Ganassi Racing.

O norte-americano David Malukas (Dale Coyne Racing), 12º colocado na prova, marcou a melhor volta (60s8307 na volta 15).
O brasileiro Hélio Castroneves (Meyer Shank Racing) terminou na 17ª posição.

Foram apenas quatro bandeiras amarelas na prova. Duas por detritos (a primeiras entre as voltas 2 e 3, e a terceira entre as voltas 55 a 57).

A segunda amarela, entre as voltas 45 e 48, após um toque entre Rosenqvist e o norte-americano Alexander Rossi (Andretti Autosport), que terminou no muro da curva três.

A quarta entre as voltas 60 e 65, com um enrosco entre os norte-americanos Jimmie Johnson (Chip Ganassi Racing) e Kyle Kirkwood (A.J.Foyt Enterprises).

Ericsson lidera o campeonato com 351 pontos, seguido pelo australiano Will Power com 316 e Palou com 314.

A próxima etapa, em rodada dupla, acontece no Iowa Speedway, no dia 23 e 24 de julho

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *