IndyCar: Tony Kanaan: Sem a mão 100%, mas o carro sim…

Apesar da contusão, Kanaan acredita em ter carro competitivo na SP Indy 300

Após o acidente com o espanhol Oriol Serviá na última volta do GP de Long Beach, Tony Kanaan teve um luxação e inflamação de três tendões. Depois do resultado de uma ressonância nos EUA, serão oito meses para curar tudo. No entanto, o brasileiro está confirmado para a SP Indy 300 deste domingo (5) e com o carro estampado 100%, em referência a Cerveja Itaipava, principal patrocinadora do carro 11.

“Não tem o que fazer. Não tem cirurgia. O médico me disse que vai demorar de seis a oito meses para cicatrizar. Só que eu não tenho seis a oito meses. Lógico que tenho um acompanhamento dos médicos da Indy muito próximo. Agora, é cuidar e ver o quanto eu consigo aguentar de dor. Alguns movimentos ainda são desconfortáveis. Não posso te responder se vou conseguir pilotar o carro ou não, pois ainda não guiei desde o acidente. Só no sábado de manhã vamos avaliar, mas estou bem confiante de que não vamos ter o problema”, comentou o Campeão de 2004.

Tony completa neste domingo no Anhembi a marca de 200 provas consecutivas na Fórmula Indy. E o baiano acredita em ter um carro competitivo nas ruas de São Paulo.

“Trabalhamos forte para termos um carro capaz de vencer em casa. Foi um dos grandes focos da equipe, e espero ter condições de brigar pela vitória. Estou bem confiante que poderemos lutar por isso”, descreveu.

Kanaan Kart

Na última terça-feira (30), Kanaan recebeu cerca de 40 jornalistas no Kartódromo da Granja Viana, em Cotia, São Paulo, para abrir a semana oficial de atividades na SP Indy 300. Kanaan fez apenas algumas voltas usando a mão esquerda, e deixando a mão direita imóvel devido a contusão. Os vencedores foram Rian Assis, da Classe Light, e Bruno Terena, na Classe Pró.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *