IndyCar: Will Power marca a pole em São Paulo

O australiano Will Power (Penske) conquistou neste sábado (30/04), no circuito de rua montado na região do Sambódromo do Anhembi, em São Paulo, a pole-position para a 4ª etapa da temporada. Foi a 4ª pole consecutiva de Power no ano e 200ª da Penske na categoria. O piloto da Penske foi o único a baixar de 1m22s, ao marcar na “Fast Six” o tempo de 1m21s896.

“Tive um dia sensacional, a classificação foi muito boa. O segundo treino havia sido mais apertado, e no fim eu consegui superar meus adversários, mas ainda assim eu me senti muito confortável o tempo todo. Uni minhas forças, dei tudo o que tinha naquela volta e fiquei muito feliz com o carro”, disse Power.

“Não há nenhum trecho em que eu seja melhor. São detalhes pequenos que acabam se somando para uma volta mais rápida, e a chave para a corrida é sobreviver, principalmente se chover amanhã (domingo) e se houver muitas relargadas. Se tivermos pista seca o tempo todo creio que teremos uma prova mais tranquila, sem tantas bandeiras amarelas”, prognosticou o pole.

Com as melhorias feitas em relação à prova de 2010, a fresagem do piso da
passarela do samba e o recapeamento da pista, as ondulações e a falta de
aderência foram minimizadas. Contudo nas junções entre o asfalto e o cimento os
carros ainda saltam. O tempo de Power foi seis segundos mais rápido do que o
tempo do pole de 2010, Dario Franchitti.

 

O norte-americano Ryan Hunter-Reay (Andretti Autosport)
completa a primeira fila. O neozelandês Scott Dixon (Chip Ganassi) abre a
segunda fila, seguido pelo australiano Ryan Briscoe (Penske). O norte-americano
Graham Rahal (Chip Ganassi) sai em 5º, com seu parceiro de equipe, e o atual campeão
e líder do campeonato, o escocês Dario Franchitti, fechando os seis que
disputaram a 3ª parte do treino.

 

Helio Castroneves (Penske) é o melhor brasileiro no grid, em
7º. Ele foi o único brasileiro a passar pela primeira fase do treino, quando os
pilotos foram divididos em dois grupos de 13 pilotos com os seis mais rápidos
de cada passando para a segunda fase. Dos doze, os seis melhores disputaram a
“Fast Six”.

 

O britânico Justin Wilson (Dreyer & Reinbold) é o 8º,
com o vencedor da etapa de Long Beach, o também britânico Mike Conway (Andretti
Autosport) em 9º e o japonês Takuma Sato (KV) na 10ª posição.

O canadense James Hinchcliffe (Newman/Haas) e o francês
Sébastien Bourdais (Dale Coyne) dividem a sexta fila.

 Entre os demais brasileiros Vitor Meira (A.J.Foyt) alinha em
14º. Raphael Matos (AFS Racing) é o 19º.

Tony Kannan (KV Racing) larga em 21º lugar. Kanaan se classificou em 15º lugar, mas em função da troca do bico durante a classificação, perdeu a melhor volta registrada.

Bia Figueiredo
(Dreyer&Reinbold) alinha na 25ª posição.

O venezuelano A.J.Viso (KV Racing) não disputou o treino,
depois da batida no segundo treino livre.

Grid:

1. Will Power (Team Penske) – 1min21s896
2. Ryan Hunter-Reay (Andretti Autosport) – a 0s401
3. Scott Dixon (Target Chip Ganassi) – a 0s4662
4. Ryan Briscoe (Team Penske) – a 0s497
5. Graham Rahal (Ganassi) – a 0s601
6. Dario Franchitti (Target Chip Ganassi) – a 0s714
7. Helio Castroneves (Team Penske)
8. Justin Wilson (Dreyer & Reinbold)
9. Mike Conway (Andretti Autosport)
10. Takuma Sato (KV Lotus)
11. James Hinchcliffe (Newman/Haas)
12. Sebastien Bourdais (Dale Coyne)
13. Simona de Silvestro (HVM Racing)
14. Vitor Meira (A.J. Foyt)
15. Marco Andretti (Andretti Autosport)
16. Oriol Servia (Newman/Haas)
17. Danica Patrick (Andretti Autosport)
18. Charlie Kimball (Ganassi)
19. Raphael Matos (AFS Racing)
20. Alex Tagliani (Sam Schmidt)
21. Tony Kanaan (KV Lotus)
22. JR Hildebrand (Panther)
23. Sebastian Saavedra (Conquest)
24. James Jakes (Dale Coyne)
25. Bia Figueiredo (Ipiranga Dreyer & Reinbold)
26. EJ Viso (KV Lotus)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *