IndyCar: Will Power vence o GP de Indianápolis

O australiano Will Power (Team Penske) venceu o GP de Indianápolis, no traçado misto do Indianápolis Motor Speedway, 12ª etapa da temporada. Foi a sua primeira vitória no ano, e 40ª na categoria. O francês Romain Grosjean (Dale Coyne Racing) e o norte-americano Colton Herta (Andretti Autosport) completaram o pódio.

Segundo no grid, Power assumiu a ponta pela primeira vez na 21ª volta. Sem bandeiras amarelas o australiano perdeu a liderança apenas nas paradas dos boxes, com as diferentes estratégias (liderou 56, das 85 voltas disputadas). Assumindo a ponta, em definitivo, na 65ª volta. Pouco depois a primeira bandeira amarela foi acionada, após o motor Honda do espanhol Alex Palou (Chip Ganassi) estourou, provocando o abandono do líder do campeonato.

A bandeira amarela eliminou a vantagem de 1s9 de Power sobre Herta. Na relargada, na 72ª volta, o australiano não teve problemas em manter a ponta, com Grosjean superando Herta.

Rapidamente Power abriu 1s1 de vantagem, até o seu parceiro de equipe, o neozelandês Scott McLaughlin e o holandês Rinus VeeKay (Ed Carpenter Racing) se enroscarem na curva sete, e o carro de Veekay ficar parado na pista.

A relargada aconteceu na 79ª volta, sem problemas para Power, que venceu com 1s1 de vantagem sobre Grosjean. Herta fechou o pódio.

Foi a quinta vitória de Power na prova (que estreou no calendário em 2014). E a sexta na pista, cotando a vitória na Indy500 de 2018.

O norte-americano Alexander Rossi (Andretti Autosport) terminou em quarto, seguido pelo pole-position, o mexicano Pato O’Ward (Arrow McLaren SP), e o britânico Jack Harvey (Meyer Shank Racing). O brasileiro Helio Castroneves (Meyer Shank Racing) terminou na 21ª posição.

Palou lidera o campeonato com 416 pontos, seguido por O’Ward com 394 e o neozelandês Scott Dixon com 381.

A próxima etapa, na pista oval do World Wide Technology Raceway, em St. Louis, acontece no dia 21 de agosto.

Final:

1 – Will Power (Dallara-Chevy) – Penske – 85 voltas
2 – Romain Grosjean (Dallara-Honda) – Coyne – 1″1142
3 – Colton Herta (Dallara-Honda) – Andretti – 2″3498
4 – Alexander Rossi (Dallara-Honda) – Andretti – 3″4382
5 – Pato O’Ward (Dallara-Chevy) – AMSP – 4″1052
6 – Jack Harvey (Dallara-Honda) – Shank – 5″3233
7 – Graham Rahal (Dallara-Honda) – RLL – 5″8553
8 – Josef Newgarden (Dallara-Chevy) – Penske – 6″2497
9 – Marcus Ericsson (Dallara-Honda) – Ganassi – 7″0080
10 – Takuma Sato (Dallara-Honda) – RLL – 7″9449
11 – Conor Daly (Dallara-Chevy) – ECR – 9″3596
12 – Christian Lundgaard (Dallara-Honda) – RLL – 9″8379
13 – Felix Rosenqvist (Dallara-Chevy) – AMSP – 10″6234
14 – Ed Jones (Dallara-Honda) – Coyne – 12″1199
15 – Sebastien Bourdais (Dallara-Chevy) – Foyt – 12″5781
16 – Simon Pagenaud (Dallara-Chevy) – Penske – 16″4169
17 – Scott Dixon (Dallara-Honda) – Ganassi – 17″1924
18 – Ryan Hunter-Reay (Dallara-Honda) – Andretti – 17″3273
19 – Jimmie Johnson (Dallara-Honda) – Ganassi – 18″1585
20 – Max Chilton (Dallara-Chevy) – Carlin – 18″7489
21 – Helio Castroneves (Dallara-Honda) – Shank – 19″5451
22 – James Hinchcliffe (Dallara-Honda) – Andretti – 20″8450
23 – Scott McLaughlin (Dallara-Chevy) – Penske – 21″0115
24 – Rinus VeeKay (Dallara-Chevy) – ECR – 22″4946
25 – Cody Ware (Dallara-Honda) – Coyne – 2 volts
26 – Dalton Kellett (Dallara-Chevy) – Foyt – 4 voltas

Abandonos:

Alex Palou (Dallara-Honda) – Ganassi – 68
RC Enerson (Dallara-Chevy) – TopGun – 13

Campeonato:

1. Palou 415; 2. O’Ward 394; 3. Dixon 381; 4. Newgarden 360; 5. Ericsson 353.‍

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *