IRL: Categoria completa uma década de vida

Sexta-feira, dia 27 de janeiro. Essa data pode parecer comum, mas há exatamente 10 anos, 25 carros recebiam a bandeira verde no circuito Walt Disney, em Orlando. Eles davam inicio não só a uma corrida, mas a uma história de muito sucesso e emoção. Naquela tarde o vencedor foi o norte-americano Buzz Calkins que se tornaria, ao lado de Scott Sharp, campeão da temporada.

Um pouco de história

Fórmula Indy é o campeonato organizado pela Indy Racing League IRL, e nasceu em 1996 fundado por Tony George, dono do Indianápolis Motor Speedway, a pista mais famosa do automobilismo Mundial. Depois de desentendimentos com os donos de equipes que organizavam o campeonato CART, Tony George decidiu organizar um campeonato com provas em circuitos ovais, tendo como grande evento as 500 Milhas de Indianápolis. Foi uma volta às origens do Open Well Racing, como são conhecidos os monopostos (carros com apenas um lugar), nos EUA.

Brasileiros na IRL

O piloto Marco Greco disputou várias corridas entre 1996 e 1999. O paulista Afonso Giaffone correu em oito das dez provas realizadas e terminou o campeonato 96/97 em décimo sexto lugar. Nas temporadas seguintes, Raul Boesel, Roberto Moreno, Airton Daré, Zaqueu Morioka e Gualter Salles representaram o Brasil na competição.

No ano de 2000, Airton Daré, apesar de um 2º lugar em Pikes Peak , vítima de uma série de abandonos acabou ficando apenas em 16º lugar no campeonato.

Em 2001, Felipe Giaffone conseguiu sexta colocação em sua temporada de estréia, tendo conseguido um segundo lugar como melhor resultado. Neste mesmo ano, o Brasil voltaria a fazer história nas 500 Milhas de Indianápolis: Hélio Castroneves, piloto da equipe Penske, venceu a mais tradicional prova do automobilismo mundial em sua primeira tentativa. Helinho não correu todo o campeonato, atuando apenas nessa prova.

No ano seguinte, a equipe Penske abandonou de vez o campeonato da CART, que já iniciava sua crise terminal, e trouxe para a Indy os pilotos Gil de Ferran e Hélio Castroneves. Helinho entrou definitivamente para a história da Indy, e colocou seu nome em destaque no automobilismo mundial, ao vencer pela segunda vez consecutiva as 500 Milhas de Indianápolis, que também tiveram a participação de Bruno Junqueira e Tony Kanaan. Outro piloto brasileiro, Vitor Meira, estreou na Indy em 2002. Correndo apenas quatro provas ele impressionou conseguindo uma pole position na sua quarta participação. Neste ano de 2002 os brasileiros terminaram o campeonato em segundo (Hélio), terceiro (Gil de Ferran), quarto (Felipe Giaffone), nono (Airton Daré), décimo-nono (Raul Boesel) e vigésimo-quinto (Vitor Meira).

Em 2003 Tony Kanaan correu sua primeira temporada completa na categoria (ele havia largado em quinto lugar nas 500 Milhas de 2002). Tony conseguiu uma vitória em Phoenix e terminou o ano como um dos destaques. Os brasileiros terminaram, novamente, em segundo (Gil de Ferran), terceiro (Hélio Castroneves) e quarto (Tony Kanaan) lugares. O ano foi marcado pela terceira vitória consecutiva do Brasil nas 500 Milhas. O Brasil ficou com as três primeiras colocações da prova. Em sua temporada de despedida das pistas, Gil de Ferran venceu as 500 Milhas com Hélio Castroneves em segundo e Tony Kanaan em terceiro.

O destaque da temporada de 2004 foi o baiano Tony Kanaan, piloto da equipe Andretti Green. Ele conquistou o campeonato inédito para o Brasil com 618 pontos, tendo vencido três corridas (Phoenix, Texas e Nashville). Tony quebrou vários recordes na categoria: liderou o maior número de voltas na história, 884, completou todas as 3305 voltas realizadas, terminou 16 provas entre os 10 primeiros e 15 vezes entre os 5 primeiros. Além de Tony, outros brasileiros brilharam na categoria. Hélio Castroneves terminou a temporada em quarto e Vitor Meira em oitavo.

Em 2005 Tony Kanaan terminou em segundo, Helio ficou em sexto, seguido por Vitor Meira, em sétimo. Os brasileiros Felipe Giaffone e Bruno Junqueira também tiveram uma pequena participação na temporada, correndo apenas nas 500 milhas.

Para a temporada de 2006, Tony Kanaan (Andretti Green), Helio Castroneves (Penske), Felipe Giaffone (A.J. Foyt) e Vitor Meira (em negociação) vão tentar continuar essa história de sucesso do Brasil na IRL.

Todos os campeões

1996 Scott Sharp (EUA) / Buzz Calkins (EUA)
1997 Tony Stewart (EUA)
1998 Kenny Brack (Sue)
1999 Greg Ray (EUA)
2000 Buddy Lazier (EUA)
2001 Sam Hornish Jr. (EUA)
2002 Sam Hornish Jr. (EUA)
2003 Scott Dixon (Nzl)
2004 Tony Kanaan (Bra)
2005 Dan WHeldon (Ing)

Fonte: BAND

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *