IRL: Meira já admite chance real de vitória em Nashville

Brasileiro aposta em bom desempenho da Panther no oval ‘híbrido’ que recebe na noite deste sábado a nona etapa da temporada 2006.


A seqüência de bons resultados na temporada 2006 da Fórmula Indy tem mudado as expectativas de Vitor Meira. Sempre bastante comedido ao relacionar seus planos para cada etapa, o piloto brasileiro da Panther, pela primeira vez no ano, admitiu a chance real de disputar a vitória no GP de Nashville, oitava etapa. A prova será disputada na noite deste sábado (15), no circuito oval de 1,33 milha do Nashville Superspeedway, no Tennessee.

As características do traçado constituem um dos fatores de motivação do brasileiro para a terceira prova noturna do ano. “Nashville é diferente de todos os outros lugares onde a gente corre. Não é uma pista de baixa velocidade, daquelas que obrigam você a aumentar a pressão aerodinâmica, mas também não é tão de alta a ponto de permitir que as equipes eliminem esse downforce. É como se fosse um circuito híbrido, ou algo assim”, analisa.

Vitor entende que tais características devem diminuir a vantagem técnica das duas principais equipes da Indy na atualidade. “A Penske tem se dado bem em pistas de alta e de baixa. Os carros da Ganassi vão bem nas de alta. No caso de Nashville, acho que a Panther pode estar bem mais próxima das duas. Depois de tudo que tem acontecido neste ano, posso dizer que temos uma chance, uma boa chance, de ganhar a corrida”, afirma, confiante.

O retrospecto recente da temporada denota o crescimento que a Panther vem experimentando. Nas quatro últimas etapas, ele conquistou segundos lugares em Watkins Glen e em Richmond, foi sexto no Texas e terceiro no Kansas. Assim, somou 143 pontos. Mais que isso, na mesma fase do campeonato, só o líder Sam Hornish Jr., da Penske, que fez 156 pontos com duas vitórias, um quarto e um 12º lugar, além de duas provas liderando o maior número de voltas.

A temporada da F-Indy está a seis corridas do encerramento. Hornish Jr., com as vitórias nas duas últimas corridas, assumiu a liderança com 300 pontos. Sua vantagem sobre o brasileiro Helio Castroneves, seu companheiro na Penske, é de 20 pontos. O neozelandês Scott Dixon, com 261, e o inglês Dan Wheldon, com 257, vêm a seguir. Eles formam a dupla da Ganassi. Meira, com 227, ocupa a quinta posição na tabela de classificação do campeonato.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *