IRL: Sam Hornish Jr domina a prova do Texas

O norte-americano Sam Hornish Júnior, da Penske, venceu no sábado (09/06), o GP do Texas, 7º etapa da temporada. Foi a primeira vitória no ano do atual campeão, e 19º na categoria. Em 2º chegou o brasileiro Tony Kanaan, da Andretti-Green, com sua companheira de equipe, a norte-americana Danica Patrick, conquistando o melhor resultado na IRL, ao chegar na 3º posição.

Logo na largada Hornish ultrapassou o pole-position, o norte-americano Scott Sharp, assumindo a liderança da prova. Pouco depois Kanaan  também passou Sharp, indo para a 2º posição. Hornish manteve a ponta tranquilamente até a 43º volta, quando parou nos boxes para seu primeiro pit stop. O inglês Dan Wheldon, da Ganassi, foi para a primeira posição, parando nos boxes duas voltas depois.


O norte-americano Jon Herb, da Racing Professionals, bateu na entrada dos boxes na 46º volta, provocando a primeira bandeira amarela da prova. No exato momento Kanaan fazia sua parada. Com as paradas Wheldon reassumiu a ponta, seguido pelo neozelandês Scott Dixon, seu companheiro de equipe, Kanaan, o escocês Dario Franchitti, da Andretti-Green, e Hornish.


Na relargada, na 58º volta, Wheldon manteve a frente, com Kanaan superando Dixon. Cinco voltas depois Hornish assumiu o 3º lugar, ao passar Dixon, indo para a vice-liderança na 66º, ao passar Kanaan. Wheldon começou a ser pressionado pelo atual campeão, conseguindo se manter na frente.


Tomas Scheckter, da Vision, foi tocado pelo norte-americano Marco Andretti, da Andretti-Green, rodando e indo para no gramado interno do circuito oval. Nova bandeira amarela e todos foram para os boxes, fazerem suas paradas. Completamente irritado, Scheckter foi para a beira da pista, e jogou as suas lutas em direção ao carro do filho de Michael Andretti. E voltou para os boxes, reclamando muito, afinal estava entre os primeiros da corrida. Kanaan teve problemas na sua parada, com os mecânicos não conseguindo retirar a mangueira de reabastecimento do carro. Isso lhe custou algumas posições na prova.


Na 95º volta os motores voltaram a falar alto no Texas, com Wheldon na liderança seguido por Dixon, Hornish Jr, Patrick, Franchitti, e o brasileiro Vitor Meria, da Panther. Kanaan caiu para 9º, e o brasileiro Helio Castoneves, da Penske, vinha numa prova apagada, em 12º.


Hornish e Dixon superaram Wheldon na 99º volta. Kanaan começou a pressionar Patrick, superando a norte-americana na 105º volta, indo para o 4º lugar. Hornish, de volta a ponta da prova, liderava seguido por Dixon e Wheldon. Scheckter voltou a prova, com o carro consertado, na 115º volta.


A corrida continuou sendo disputada em bandeira verde, com Hornish parando mais uma vez nos boxes, na 140º volta. O norte-americano mantinha cerca de cinco segundos de vantagem para o 2º colocado, Dixon.


A última sessão de paradas para reabastecimento e troca de pneus começou na 186º volta. Hornish parou, voltando a liderança depois que todos pararam também.


Faltando 31 voltas para a bandeirada final, um múltiplo acidente envolveu seis carros. Os de Wheldon, Dixon, Castroneves, A.J.Foyt IV, da Vision, Darren Manning, da A.J.Foyt e Ed Carpenter, da Vision. Todos abandonaram.


Com a batida dos pilotos a sua frente, Kannan assumiu a segunda posição, atrás de Hornish. Patrick vinha em 3º, seguida de Franchitti e Meira.


Nas voltas finais Hornish, Kanaan e Patrick lutaram pela vitória, com o norte-americano vencendo por apenas 0s0786    de vantagem para o brasileiro. Patrick chegou 0s3058  atrás. Franchitti terminou na 4º posição e Meira foi o 5º colocado.


Franchitti manteve a liderança do campeonato, com 253 pontos. Kannan é o vice-líder, com 241. Castroneves tem 202, em 6º e Meira, 193, na 9º posição.


A próxima etapa acontece no dia 24 de junho, em Iowa, nos EUA.


 


Final:


1 – Sam Hornish Jr – Penske – 228 votas em 1.52’15″287
2 – Tony Kanaan – Andretti/Green – 0″078
3 – Danica Patrick – Andretti/Green – 0″384
4 – Dario Franchitti – Andretti/Green – 3″976
5 – Vitor Meira – Panther – 4″001
6 – Jeff Simmons – Rahal – 4″634
7 – Scott Sharp – Rahal – 1 volta
8 – Buddy Rice – Dreyer&Reinbold – 3 voltas
9 – Kosuke Matsuura – Panther – 3 voltas
10 – Sarah Fisher – D&R – 7 voltas
11 – Milka Duno – SAMAX – 7 voltas


Abandonos:


Scott Dixon – Ganassi – 206
Darren Manning – Foyt – 200
Tomas Scheckter – Vision – 199
Dan Wheldon – Ganassi – 196
Helio Castroneves – Penske – 196
A.J. Foyt IV – Vision – 195
Ed Carpenter – Vision – 195
Marco Andretti – AGR – 140
Jon Herb – Herb – 44
Campeonato:


1.Franchitti  253 pontos;
2.Kanaan 241;
3.Dixon 234;
4.Wheldon 233;
5.Hornish 226;
6.Castroneves 202;
7.Patrick 168;
8.Sharp 164;
9.Meira 163;
10.Scheckter 159.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *