IRL: Tony Kanaan vence em Milwaukee

O brasileiro Tony Kanaan, da Andretti-Green, venceu neste domingo (03/06), o GP de Milwaukke, sexta etapa da temporada. Foi a sua segunda vitória na temporada. O escocês Dario Franchitti formou a dobradinha da equipe Andretti-Green, com o inglês Dan Wheldon, da Ganassi, completando o pódio.

O brasileiro Helio Castroneves, da Penske, largou na pole-position e manteve a ponta da prova até a primeira bandeira amarela, na21º volta, por detritos na pista. O norte-americano Buddy Rice, da Dreyer & Reinbold não parou nos pits e assumiu a liderança seguido por Kanaan e Castroneves. Acorrida recomeçou na 29º volta.


Na 62º Helio reassumiu a ponta, ao passar Rice, que teve que parar caindo muitas posições. Kanaan vinha em 2º seguido pelo norte-americano Sam Hornish Júnior, da Penske. Na 88º volta Dan Wheldon e a norte-americana Danica Patrick se tocaram na curva 1, provocando a segunda amarelado dia. Ambos continuaram na prova. Tony parou nos boxes, ainda fechados, e teve que retornar uma segunda vez. Todos aproveitaram para também fazerem suas paradas.


Com a bandeira verde de novo na pista, na 97º volta, Castroneves liderava seguido por Wheldon e Hornish. O brasileiro Vitor Meira, da Panther, era o 6º e Kanaan, devido ao erro, o 11º.


Novamente por detritos na pista a bandeira amarela foi acionada na 135º volta. Com os pilotos parando nos boxes para novas trocas de pneus e reabastecimento. Com a relargada doze voltas depois Wheldon apareceu na liderança seguido por Castroneves, Franchitti, Hornish e Kanaan.


Na 158º volta aconteceu o primeiro abandono da prova, depois da batida de Rice. Com a bandeira amarela de volta a pista, os pilotos fizeram novas paradas nos pits.


Com a prova reiniciada na 169º volta Helio, Hornish e Kanaan superaram Wheldon. Castroneves liderava a prova tranquilamente até a asa traseira de seu Dallara-Honda quebrar com ele rodando e indo bater no muro. Nova bandeira amarela.


Logo após a bandeira verde voltar a pista, na 208º volta, o norte-americano Marco Andretti, da Andretti-Green, bateu na curva 2. E a amarela voltou mais uma vez.


Faltando dez voltas para o final foi dado o reinício da prova. Hornish, companheiro de Castroneves, teve um problema parecido, tendo que entrar nos boxes nas últimas voltas, terminando em 9º.


Kannan venceu com 2s570 de vantagem para Franchitti. Wheldon foi o 3º. O neozelandês Scott Dixon, que liderava o campeonato, foi o 4º, seguido por Meira.


Franchitti assumiu a liderança do campeonato com 221 pontos, tres a mais do que Wheldon. Dixon caiu para 3º com 216. Kanaan é o 4º com 208, Castoneves, o 5º com 188 e Meira, com 133, o 9º.


A próxima etapa está marcada para o dia 09 de julho no Texas.


Final:
1 – Tony Kanaan – Andretti/Green – 225 voltas em 1.47’42″439
2 – Dario Franchitti – Andretti/Green – 2″570
3 – Dan Wheldon – Ganassi – 3″114
4 – Scott Dixon – Ganassi – 3″402
5 – Vitor Meira – Panther – 5″286
6 – Scott Sharp – Rahal – 6″835
7 – Ed Carpenter – Vision – 7″036
8 – Danica Patrick – Andretti/Green – 8″020
9 – Sam Hornish – Penske – 1 volta
10 – Jeff Simmons – Rahal – 1 volta
11 – Darren Manning – Foyt – 1 volta
12 – Kosuke Matsuura – SuperAguri/Panther – 2 voltas
13 – Anthony Foyt – Vision – 3 voltas
14 – Sarah Fisher – Dreyer&Reinbold – 4 voltas


Abandonos:
Marco Andretti – 209 voltas
Helio Castroneves – 201
Tomas Scheckter – 159
Buddy Rice – 156


Campeonato:
1.Franchitti 221;
2.Wheldon 218;
3.Dixon 216;
4.Kanaan 201;
5.Castroneves 188;

6.Hornish 173;
7.Scheckter 143;
8.Sharp 138;
9.Meira, Patrick 133;
11.Simmons 112;
12.Carpenter 107;
13.Manning 103;
14.Foyt 101;
15.Andretti 97;
16.Fisher 96;
17.Rice 94;
18.Matsuura 83;
19.Barron 41;
20.Roth 37.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *