Kart: CBA reabriu nesta quarta o Kartódromo Schincariol

Tiveram início na tarde de hoje as atividades de um dos maiores eventos do kartismo nacional. Reabrindo oficialmente o Kartódromo Arena Schincariol, em Itu – SP, a Confederação Brasileira de Automobilismo – CBA trouxe à cidade do interior paulista o 4º Campeonato Brasileiro de Kart Endurance, o 2º Campeonato Brasileiro de Shifter Kart e o GP Brasil de Kart.

 


O evento, que teve início hoje e será encerrado na manhã do próximo domingo, dia 02 de setembro, reunirá pilotos de praticamente todos os estados do país e conta com a participação de mais de 100 competidores.


 


Disputando a prova do Endurance estão karts equipados com motores Honda, de 13 cavalos e carenagens padrão para provas de longa duração. As equipes são formadas por times de três a cinco pilotos que se revezam na condução dos karts durante todo o decorrer da prova. Um dos grandes atrativos desta disputa é exatamente durante as paradas de box onde existem as trocas de pilotos, reabastecimento e as manutenções como troca de pneus e algum ajuste nos chassis. A disputa deste Campeonato será feita em única bateria, de 12 horas de duração, com largada prevista para as 20 horas do sábado, dia primeiro.


 


O GP Brasil, disputado este ano pela primeira vez, traz as categorias Mirim, Cadete, Fireball Júnior, Fireball Sprinter e Rok. Todas elas terão seus títulos disputados em duas baterias, sendo que Cadete e Mirim fazem uma prova na sexta e outra no sábado e, as demais, terão suas duas corridas no sábado. Para Mirim e Cadete os motores são Honda, de 5,5 cavalos, com diferenciação apenas de potência. As duas Fireball são equipadas com motores chineses PRD Fireball, refrigerados à água. Por fim, a categoria ROK, é equipada com motores italianos Vortex Rok, também refrigerados à água. Um dos grandes atrativos desta categoria é a premiação. O campeão desta categoria receberá o direito de disputar o Campeonato Mundial desta categoria, que será realizado em Lonato, Itália. A RBC Preparações, fornecedora dos motores desta categoria, irá custear todas as despesas do campeão com equipe, hospedagem e motores.


 


Por fim, a categoria Shifter Kart, traz ao Brasil o equipamento mais rápido que existe no kartismo mundial. Equipados com motores italianos TM K9C, estes karts desenvolvem potência de 42 cavalos distribuídos em um câmbio seqüencial de seis marchas. Nesta categoria estão participando, além de pilotos de kart, vários concorrentes de Campeonatos de Fórmula e Turismo. Outra particularidade da Shifter Kart é a separação por idade. Apesar de formarem um grid único estarão na pista as categorias Shifter GP, para pilotos de até 34 anos e a Shifter Master, para competidores com 35 anos ou mais.


 


As atividades do dia de hoje contemplaram todos os participantes com a realização do primeiro treino livre (Veja os tempos abaixo). Amanhã todos voltam à pista para mais duas sessões de treinos sendo a primeira na parte da manhã e a segunda, à tarde.


 


O 4º Campeonato Brasileiro de Kart Endurance, o 2º Campeonato Brasileiro de Shifter Kart e o GP Brasil de Kart são uma realização da Confederação Brasileira de Automobilismo – CBA, com supervisão da Federação de Automobilismo de São Paulo de própria CBA. Patrocínio de MG Pneus, Honda, Petrobras e Kart Mini. Apoio RBC Preparações, Schincariol e Mega Kart.


 


Confira os tempos dos treinos de hoje:


 


Fireball Junior


 


1) Luis Kachan (SP), 54.348


2) Philipe Pinheiro (DF), 54.419, à .071


3) Matheus Rotta (SP), 55.647, à 1.299


4) Kart 30 55.841, à 1.493


 


Fireball Sprinter


 


1) Francisco Weiller (SP), 52.835


2) Diego Cruañes (SP), 53.741, à .906


3) KART 27, 54.674, à 1.839


4) Mauro Fiamma (SP), 55.256, à 2.421


5) João Elias Neto (PB), 56.342, à 3.507


6) KART 29, 59.186, à 6.351


 


Mirim


 


1) Rafael Martins (SP), 1:12.777


2) Caique Valli (SP), 1:12.912, à .135


3) Giuliano Raucci (SP), 1:13.554, à .777


4) KART 47, 1:13.574, à .797


5) Gabriel da Silva (SP), 1:13.607, à .830


6) Leonardo Raucci (SP), 1:13.940, à 1.163


7) Gabriel Sereia (MT), 1:14.332, à 1.555


8) Bruno Santos (RS), 1:14.404, à 1.627


9) Augusto Santillan (SP), 1:14.755, à 1.978


 


Cadete


 


1) KART 110 , 1:02.596


2) Yago Cesário (GO), 1:02.688, à .092


3) Lukas Moraes (SP), 1:02.827, à .231


4) KART 93, 1:03.014, à .418


5) Matheus Jacques (SP), 1:03.126, à .530


6) Thiago Cabrino (SP), 1:03.367, à .771


7) KART 99, 1:03.486, à .890


8) KART 146, 1:03.493, à .897


9) Gustavo Myasava (PR), 1:03.520, à .924


10) Victor de Oliveira (DF), 1:03.532, à .936


11) Artur Fortunato (SP), 1:03.586, à .990


12) Valentina Santillan (SP), 1:03.647, à 1.051


13) Gabriel Fernandes (RJ), 1:03.677, à 1.081


14) Matheus Chequer (SP), 1:03.717, à 1.121


15) Pietro Rimbano (SP), 1:03.774, à 1.178


16) Yuri Cesário (GO), 1:03.813, à 1.217


17) Matheus Sucena (SP), 1:03.818, à 1.222


18) KART 19, 1:03.904, à 1.308


19) Thiago Vivacqua (RJ), 1:04.230, à 1.634


20) Fernando França (SP), 1:04.325, à 1.729


21) João Victor Silva (SP), 1:04.649, à 2.053


22) Renan Fragoso (ES), 1:05.957, à 3.361


 


ROK


 


1) Fernando Resende Filho (MG), 51.900


2) Felipe Fraga (TO), 52.307, à .407


3) Guilherme Silva (MG), 52.377, à .477


4) Johilton Filho (RN), 52.525, à .625


5) Lucas Ferrari (SP), 52.742, à .842


6) Bruno Bonifácio (SP), 52.813, à .913


7) KART 87, 53.259, à 1.359


8) Rodrigo Santillan (SP), 53.274, à 1.374


9) Jonathan Louis (PR), 53.779, à 1.879


10) João Abreu (SP), 54.360, à 2.460


 


Shifter Kart/Máster


 


1) Rafael Suzuki (SP), 49.694


2) Dennis Dirani (SP), 49.735, à .041


3) Danilo Dirani (SP), 50.077, à .383


4) Marcus Vinicius Moraes (SP), 50.127, à .433


5) KART 81, 50.145, à .451


6) Vinicius Sammarone (SP), 50.246, à .552


7) KART 107, 50.338, à .644


8) KART 15, 50.616, à .922


9) Daniel Pflaumer (SP), 50.855, à 1.161


10) Christian Jafet (MG), 50.986, à 1.292


11) Jorge Borelli (SP), 51.091, à 1.397


12) Pedro Emilio Silva (DF), 51.307, à 1.613


13) Giancarlo Vilarinho (SP), 51.425, à 1.731


14) KART 99, 52.623, à 2.929


 


Endurance


 


1) Massoni Racing, 58.514


2) — , 58.648, à .134


3) MV Racing, 58.977, à .463


4) — , 59.135, à .621


5) Sanremo / Ecotec, 59.171, à .657


6) Targh 400, 59.214, à .700


7) — , 59.605, à 1.091


8) — , 59.654, à 1.140


9) Fortek Sport, 1:00.036, à 1.522


10) Octane Sports, 1:00.438, à 1.924


11) Cinho Racing, 1:01.093, à 2.579


 


Resultados Oficiais: Racing Cronometragem – São Paulo

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *