Kart: Idade não representa vantagem na final, afirma Vinícius Perdigão

Piloto baiano lembra que enfrentará garotos mais novos, mas com mais tempo de carreira

Aos 20 anos, o baiano Vinícius Perdigão está no limite de idade para disputar a final da Seletiva de Kart Petrobras: fará sua última participação em 2010. “Normalmente seria uma vantagem para mim, mas como eu só corro há pouco mais de três anos, minha idade acaba não contando tanto. Há pilotos na Seletiva de Kart Petrobras com dez anos de experiência, mais jovens do que eu”, afirma Vinícius Perdigão. “Como eu já tenho 20 anos esta será minha última chance de conquistar este título tão importante”. Participam da decisão doze pilotos entre 14 e 20 anos de idade.

A final está marcada para os dias 9 e 10 de novembro, em Itú (SP). Entre os garotos mais jovens, e que na prática têm até mais experiência, está o potiguar Johilton Pavlak, de 16 anos. Ele, por exemplo, já andou no circuito que receberá a decisão. Vinícius Perdigão ainda não conhece o traçado. “Eu nunca andei na pista de Itu, mas estou indo para lá treinar nos dias 5 e 6. Eu venho falando com o Felipe Fraga (também finalista) e ele me contou que a pista é tranquila de pilotar, semelhante ao kartódromo de Palmas e com um “S” igual ao de Curitiba. Então, estou mais tranquilo”, revela Vinícius Perdigão.

Já Johilton não só já esteve por lá como tem uma história curiosa: foi neste circuito que ele teve a primeira experiência de dar um autógrafo, quando tinha apenas 12 anos de idade. “Foi muito estranho e impactante para mim. Eu tinha apenas 12 anos de idade, em 2005, e um garoto veio me pedir um autógrafo. Isso vai ficar marcado para sempre, claro. Fora isso, já tive a oportunidade de competir algumas vezes lá. Gosto muito da pista”, comenta o piloto do Rio Grande do Norte, que nesta temporada andou na Fórmula Future.

“São competições totalmente diferentes, mas agora eu consigo analisar melhor os detalhes e busco mais do que nunca a perfeição. Vou me concentrar muito para vencer e pretendo usar tudo o que aprendi neste ano na Fórmula Future para ganhar”, acrescenta Johilton Pavlak. Ele e Vinícius Perdigão serão os representantes da região Nordeste na final, que terá dois dias de atividades e oferece prêmio de R$ 105 mil para o campeão, mais R$ 7 mil para o vice. Neste ano, a decisão reunirá pilotos de nove Estados e cinco regiões do Brasil.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *