Kart Nacional: Sérgio Jimenez representará a empresa italiana Intrepid no País

Nelsinho Piquet intermediou chegada de fabricante de karts ao Brasil

A notícia que o hexa-campeão de kart Sergio Jimenez é um dos possíveis novos fabricantes brasileiros da modalidade é, por si só, a comprovação que o setor está em fase de crescimento. O fato que o projeto de Jimenez em fabricar o chassi italiano Intrepid no País tem o dedo de Nelsinho Piquet torna isso ainda mais significativo. A ligação entre os fatos passa pela amizade entre os dois brasileiros e o fato que o filho do tricampeão mundial de Fórmula 1 Nelson Piquet usou o equipamento fabricado pela empresa de Mirko Sguerzoni em competições nos Estados Unidos. Quando Sguerzoni se interessou em atuar no mercado brasileiro foi Nelsinho quem indicou o nome de Sérgio Jimenez.
Hexacampeão brasileiro de kart e com experiência em diversas categorias do automobilismo nacional e internacional, Sérgio Jimenez negocia com algumas fábricas para viabilizar a montagem dos chassis da Intrepid no Brasil. Depois de ter oficializado seu pedido de homologação de chassi na Comissão Nacional de Kart, o piloto de descendência espanhola dedica seus esforços em definir o lado financeiro do investimento:
“Preciso definir entre outras coisas a questão do quanto que será investido. Com relação à metas de produção nosso objetivo é, primeiro, mostrar que o equipamento é bom. A partir daí, o número de vendas aumentará naturalmente”.
Tal qual a relação entre Rubens Carrapatoso e a fábrica Energy, Jimenez já utilizou o equipamento Intrepid. Isso aconteceu na última etapa da Copa São Paulo de Kart da Granja Viana, correndo na categoria Graduados. No entanto, o piloto nascido em Piedade (SP) ainda fará um teste com o kart montado no Brasil no próximo mês.
“Ainda não defini o local do teste. Pretendo fazê-lo em setembro, provavelmente em um kartódromo do estado de São Paulo, se possível, durante algum campeonato”.
A intenção da Intrepid e de Jimenez é conseguir homologação para disputar competições nacionais em todas as categorias. O representante inclusive planeja montar uma equipe de fábrica.
“O Mirko deseja que a Intrepid possua equipes de fábrica nos países onde atua. No Brasil não será diferente”.
Para conseguir a homologação, Jimenez entregou a Comissão Nacional de Kart (CNK) da Confederação Brasileira de Automobilismo (CBA) o formulário H1, de preenchimento obrigatório para fábricas que desejam participar de competições do kartismo nacional. Além da Intrepid, as marcas Energy, PPK e CRG Brasil também solicitaram homologação para fabricar seus karts no Brasil no período 2012/2015.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *