Kart: Peso extra e problemas impedem Resende Filho de lutar por vitória na Copa São Paulo Light

Não foi desta vez que o mineiro Fernando Resende Filho (Multiminas Schincariol) conseguiu repetir o ótimo resultado da prova de estréia na Copa São Paulo Light. Na primeira etapa, disputada a menos de um mês, Resende Filho venceu logo em sua estréia em sua nova categoria, depois de ter sido campeão em 2007 na Júnior. Neste sábado (8), em Aldeia da Serra, ele buscava repetir a façanha.

Seu objetivo, porém, foi atrapalhado por dois fatores: os cinco quilos extras que carregava em seu kart, justamente por ter vencido a primeira etapa, e a quebra de seu pára-choque traseiro durante a corrida.

“Não foi exatamente um ótimo sábado, não. Mas não posso dizer que estou decepcionado, pois eu já sabia das dificuldades que teria. Carregar cinco quilos a mais em uma pista com um traçado bastante travado, onde a dificuldade para ‘arrancar’ era ainda maior do que a de meus concorrentes, complicava tudo”, disse Kid, como é mais conhecido no kartismo brasileiro.

Na tomada de tempos Kid garantiu a quinta colocação em um grid formado por 13 dos melhores pilotos do esporte no Brasil. Na largada, apesar do peso extra, ele conseguiu superar dois concorrentes e logo aparecia em 3º lugar, ameaçando muito o segundo colocado.

Foi a partir daí que algo mais o surpreendeu. “Passei a ter um kart muito difícil de guiar. Meu pára-choque traseiro quebrou e acabei perdendo todo o ótimo acerto que minha equipe, a Quake2, havia me dado. O kart ficou horrível de guiar e fui perdendo posições”, contou Resende Filho, que receberia a bandeirada na 8ª colocação, a exatos 13 segundos do vencedor, Fabiano Machado.

A partir de agora, Kid e a Quake2 começam a se preparar para dois outros difíceis compromissos, a abertura do Sul-Brasileiro em Londrina (PR) e a segunda etapa do Paulista. “Não estou triste. Na Sprinter A, onde ótimos pilotos competem, as provas são muito disputadas e qualquer detalhe atrapalha. Todos são experientes e sabem aproveitar bem seu equipamento. Aprendi mais um pouco neste sábado, conduzindo e mantendo na pista um kart com poucas condições de dirigibilidade, e agora é pensar na estréia no Sul-Brasileiro”, finalizou o piloto apoiado pela Multiminas Schincariol.

Foto: Erno Drehmer

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *