Kart: Seis horas de corrida e decisão na última volta

Neste sábado, dia 19, o Kartódromo Waltinho Ferrari, em Brasília, viveu as emoções da última competição automobilística do ano na região central do país, a corrida das 6 horas de Brasília.

Mais de cinqüenta pilotos divididos em 19 equipes buscaram a vitória na tradicional competição de encerramento do ano no Distrito Federal. Estrelas do esporte local como Vitor Meira, Felipe Guimarães, Luiz Felipe Nasr dentre outros estiveram na pista ao lado de revelações do kartismo e pilotos amadores.

Os primeiros treinos livres aconteceram no início da tarde, sob fraca chuva e, a segunda sessão livre, 40 minutos depois, ainda teve a pista molhada, mas, já sem a precipitação.

A tomada de tempos foi encerrada por volta de cinco da tarde e, após uma disputa que perdurou pelos seus 20 minutos de duração a pole-position ficou com o kart 99 da equipe Cesta Leeve que tinha na sua condução o piloto Thiago Azzalini. Em segundo apareceu a Aker Competições, com Marcelo Dantas ao volante e, na terceira posição ficou a Modena/Nil Racing, com Luiz Felipe Nasr.

Os dez primeiros karts do grid tiveram os tempos diferentes por apenas um décimo o que prometia bastante competitividade pelas próximas seis horas que se seguiam.

Com pouco mais de 23 minutos de atraso foi autorizada a largada. Antes de autorizada a partida os pilotos se perfilaram em frente à linha de chegada para uma foto oficial e a execução do hino nacional.

Assim como nas 500 Milhas da Granja a partida das 6 Horas aconteceu ao estilo Le Mans e, após os pilotos correram em direção aos karts, teve início a disputa de longa duração. Luiz Felipe Nasr (Modena/Nil Racing) pulou na ponta seguido de perto por Marcelo Dantas (Aker) e Fábio Oliveira (Ágil/R1). Um pouco mais atrás, em um disputa empolgante, apareciam os karts da Dos Baians Racing (Felipe Guimarães), Blade Runner (Jóbis Ferreria), Cesta Leeve (Thiago Azzalini), Vizzon Jeans (Yago Cesário), C&L II (Vitor Meira) e CMKG (César Aidar).

Nasr e Dantas seguiam na ponta enquanto que, Guimarães, recuperava terreno em relação aos lideres. Jóbis seguia sozinho em quarto enquanto que os outros se espremiam na briga pela quinta posição.

Com aproximadamente uma hora de prova Guimarães já era o líder com pouco mais de um segundo para Nasr e Dantas. As disputas pela quinta posição continuavam empolgantes até que, com uma hora e 20 de corrida começou uma fina chuva. A pista rapidamente se tornou bastante lisa provocando várias rodadas e alguns toques.

Algumas equipes optaram por permanecer no traçado molhado apostando em uma nuvem passageira enquanto que, outras, foram para os boxes para troca de pneus, reabastecimento e troca de pilotos. Neste momento, Nasr, Guimarães e Meira faziam uma empolgante briga pela liderança.

Restabelecidas as posições após a primeira rodada de pit stops as equipes que optaram por continuar com pneus slick se deram muito bem. A chuva passou e rapidamente a pista estava completamente seca novamente. O ritmo da corrida continuou muito alto e o kart da Dos Baians, naquele momento guiado por Yann Cunha, abria vantagem sobre os demais.

Com pouco menos de quatro horas de prova passadas a equipe CMKG, dos pilotos César Aidar e Flávio Alencastro assumiu a liderança tomando a posição que, por muito tempo, esteve nas mãos da equipe Dos Baians, de Felipe Guimarães e Yann Cunha.

Após a segunda parada nos boxes o time, que venceu as seis horas de 2007, fez uma estratégia diferenciada e, com propriedade, conseguiu atingir a liderança da prova. A briga continua intensa e, menos de 10 segundos atrás aparecia o kart 55 da C&L I que, neste momento, está comandado por Vitor Meira. O Kart 17 da equipe Dos Baians também não está muito distante e, na parcial de quatro horas de prova estava a apenas sete segundos atrás do segundo colocado.

Final de Arrepiar

Com 399 voltas completadas em seis horas e dois minutos foi encerrada no início da madrugada deste domingo a edição 2009 das 6 Horas de Kart de Brasília. A prova, que foi disputada no Kartódromo Waltinho Ferrari, no Plano Piloto da capital federal contou com a participação de 19 equipes.

Nas duas últimas horas de corrida o que se viu foi uma emocionante briga pela liderança que durou até a última volta. Com pouco mais de quatro horas de corrida completada a equipe CMKG foi superada pela C&L Motorsport I, que naquele momento tinha Vitor Meira ao volante. O piloto conseguia abrir pouco a pouco dos adversários e, com o decorrer das voltas, atingiu mais de 10 segundos de vantagem para o segundo colocado.

Acontece, porém, que quando eram completadas cinco horas de prova o kart 300 sofreu um acidente na “curva do bar” o que ocasionou a neutralização da prova e todos os karts acabaram ficando realinhados. Duas voltas mais tarde a equipe conseguiu desvencilhar o kart dos pneus e o mesmo voltou para o traçado.

Assim, na relargada, todos os karts estiveram juntos a uma hora do final da corrida. Daí por diante os lideres CMKG e C&L I, que nesta altura já tinha Igor Veras no comando, não mais se separaram e seguiram se revezando na liderança até a última volta quando, na mesma “curva do bar”, sob o comando de Flávio Alencastro, o kart CMKG assumiu definitivamente a liderança e seguiu para a bandeirada da vitória.

Confira o resultado final da prova:

1) CMKG, 399 voltas – 6h02m25s488
2) C&L Motorsport I, 0s708
3) Dos Baians Racing, 2 voltas
4) Blade Runner/Dibo, 3 voltas
5) Cesta Leeve/Dibo, 4 voltas
6) Aker Competições, 7 voltas
7) Vizzon Jeans/Marco Banky, 7 voltas
8) Kart GP, 7 voltas
9) Nei Competições II, 12 voltas
10) Modena/Nil Racing, 14 voltas
11) GT Preparações, 21s893
12) TPC Motorsports, 21 voltas
13) Speed Motorsports/Nei, 22 voltas
14) Zalex Kart/Modena, 27 voltas
15) Jet Kart, 30 voltas
16) Ágil/R1 Competições, 35 voltas
17) Bilawn GP, 32s036
18) C&L Motorsport II, 52 voltas
19) V.B. Racing Team/Nei (Penalizado em 5 posições).

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *