Mercedes-Benz Challenge: Fortes e Gottschalk vencem em Campo Grande

– Resultado não altera liderança das duas categorias do torneio
– Na CLA AMG Cup, Fernando Fortes alcança segunda vitória da carreira
– Peter Michel Gottschalk venceu a terceira do ano na C 250 Cup, mas ainda não é líder

Com vitórias dos paulistas Fernando Fortes (na CLA AMG Cup) e Peter Michel Gottschalk (na C 250 Cup), o Mercedes-Benz Challenge realizou mais uma grande exibição durante a sexta etapa da temporada 2015, disputada neste domingo (13) no Autódromo Orlando Moura, em Campo Grande (MS). Pela primeira vez desde o início dos treinos, ainda na sexta-feira, os carros da marca alemã entraram na pista sob sol e céu totalmente sem nuvens – contrastando com o frio e chuva que marcaram os demais treinos no circuito sul-mato-grossense. 

Fortes largou na terceira posição e mostrou ter superado os maus resultados na primeira e na terceira provas do calendário. Com um ritmo intenso desde o início e a estratégia de retardar ao máximo a parada para troca de pneus, ele assumiu a ponta na segunda metade da corrida e chegou a sua segunda vitória na categoria CLA AMG Cup (a primeira ocorreu em 2014, no circuito de Goiânia).

“Durante todo o fim de semana nosso carro esteve competitivo tanto com a pista seca quanto com o asfalto molhado. E na prova, acredito que os três primeiros tiveram o mesmo pensamento: não partimos para a disputa franca já nas primeiras voltas, e com isso conseguimos abrir um pouco do segundo pelotão. Depois que já tínhamos alguma vantagem, passamos a disputar de forma direta a ponta e a estratégia da minha equipe foi retardar ao máximo o pit stop, para que eu pudesse voltar à pista na frente”.

A segunda posição na sexta corrida do ano ficou com o gaúcho Fernando Jr., que com este resultado aumentou sua vantagem para o cearense Adriano Rabelo na liderança do campeonato. Júnior soma 97 pontos, contra 82 do rival.

“Meu carro estava muito bom e a equipe trabalhou demais. Larguei bem e depois vim economizando equipamento, por que sabia que aqui iria haver desgaste. Acho que foi uma prova perfeita para o nosso objetivo, por que abrimos mais pontos de distância para o segundo colocado. O Rabelo é um tremendo piloto e sabia que tinha um ritmo constante também quando liderou. Mas eu fui tentando administrar o carro para ter um equipamento competitivo no final, tanto que fiz boas voltas no fim da corrida. No fim eu tive mais sorte porque o resultado foi muito bom para a nossa equipe”, comentou o líder da temporada.

A terceira posição ficou com Claudio Dahruj, que conquistou seu segundo pódio na sequencia. “Mais um pódio e, novamente, um carro excelente. Acredito que eu poderia ter sido um pouco mais rápido no final da prova, mas o importante é que chegamos lá mais uma vez. Dois pódios na sequência é um resultado que devemos comemorar bastante”, comentou o piloto de Campinas (SP).

A dupla Luis Sena Jr/Cleiton Campos, do Rio Grande do Sul, permanece na ponta da C 250 Cup e também ampliou a liderança em relação a seus principais rivais na disputa pelo título. Apesar da terceira vitória de Peter Michel Gottschalk, o “Tubarão”, em seis provas realizadas em 2015, Sena e Campos passaram a somar 91 pontos na tabela, contra 84 de Betinho Sartório, o segundo colocado. Tubarão ocupa a terceira posição, com 82.

“Foi um ótimo resultado para o campeonato, já que conseguimos ampliar um pouco a vantagem para o segundo colocado. Apesar disso, sabemos das dificuldades que vamos enfrentar nas rodadas finais, já que o (Peter Michel) Gottschalk venceu duas provas na sequência e vem forte para esta briga”, Luiz Sena Jr.

O gaúcho acredita que o fato de seu carro levar peso extra de 50kg por estar na liderança da competição venha sendo o fator de desequilíbrio em relação aos demais candidatos ao título. “Acabamos, muitas vezes, perdendo para nós mesmos, já que estes 50kg fazem bastante diferença no desempenho do carro”, encerrou.

“O fim de semana começou bem e terminou da mesma forma. Liderei os dois treinos, e mesmo que o classificatório não tenha terminado como gostaríamos, durante a prova acredito que o nosso carro foi disparado o melhor de hoje. Cheguei a dar uma escapada e perder a liderança por algumas voltas, mas consegui me recuperar e confirmar o primeiro lugar, o que foi ótimo para o campeonato”, declarou Peter Michel.

A próxima etapa do Mercedes-Benz Challenge será disputada no dia 15 de novembro, em Interlagos (SP). Confira o resultado geral da etapa de Campo Grande:

1) Fernando Fortes (Mottin Racing – CLA), 27 voltas em 47min20s046

2) Fernando Junior (WCR – CLA), a 5s908

3) Claudio Dahruj (VB Motorsport – CLA), a 8s640

4) Adriano Rabelo (Cordova Motorsports – CLA), a 11s934

5) Cristian Mohr (RSports Racing – CLA), a 16.209

6) Cesare Marrucci (Cordova Motorsports – CLA), a 29.052

7) Roger Sandoval (WCR – CLA), a 33.675

8) Betão Fonseca (Center Bus Sambaiba Racing – CLA), a 43.954

9) Pierre Ventura (CKR Racing – CLA), a 51.866

10) Carlos Kray (CKR Racing – CLA), a 55.022

11) Luiz Ribeiro (Mottin Racing – CLA), a 1min04s233

12) Paulo Totaro (Scuderia 111 – CLA), a 1 volta

13) Fernando Poeta (Mottin Racing – CLA), a 1 volta

14) Neto De Nigris (De Nigris/Europamotors – CLA), a 1 volta

15) Marcelo Hahn (Blau Motorsport – CLA), a 1 volta

16) Peter Michel Gottschalk (Paioli Racing – C 250), a 1 volta

17) Luiz Sena Jr/Cleiton Campos (WCR – C 250), a 2 voltas

18) Claudio Simão (Center Bus Sambaiba Racing – C 250), a 2 voltas

19) Christian Germano (Center Bus Sambaiba Racing – C 250), a 2 voltas

20) Betinho Sartório (Paioli Racing – C 250), a 2 voltas

21) Marcos Paioli/Peter Gottschalk (Paioli Racing – C 250), a 2 voltas

22) Roberto Santos (Della Via Racing Team – C 250), a 2 voltas

23) Beto Rossi (Divena Racing/RSports Racing – C 250), a 2 voltas

24) Flavio Andrade (Hot Car Competições – C 250), a 2 voltas

25) Marcio Basso/Bruno Mesquita (Center Bus Sambaiba Racing – C 250), a 2 voltas

Veja como está o campeonato após seis etapas:

CLA AMG Cup

1) Fernando Jr., 97 pontos

2) Adriano Rabelo, 82 pontos

3) Cristian Mohr, 58 pontos

4) Pierre Ventura, 54 pontos

5) Cesare Marrucci, 49 pontos

6) Neto De Nigris, 45 pontos

7) Arnaldo Diniz, 39 pontos

8) Carlos Kray, 39 pontos

9) Fernando Fortes, 37 pontos

10) Roger Sandoval, 37 pontos

11) Peter Ferter, 35 pontos

12) Cláudio Dahruj, 30 pontos

13) Luiz Ribeiro, 27 pontos

14) César Fonseca, 27 pontos

15) Fernando Poeta, 22 pontos

16) Marcelo Hahn, 21 pontos

17) Fernando Amorim, 19 pontos

18) Victor Amorim, 19 pontos

19) Betão Fonseca, 16 pontos

20) Guilherme Daudt, 13 pontos

21) José Vitte, 10 pontos

22) Rodney Felício, 9 pontos

23) Danilo Pinto, 9 pontos

24) Paulo Totaro, 7 pontos

25) Otávio Mesquita, 6 pontos

26) Lorenzo/Paulo Varassin, 6 pontos

27) Marcos Ramos, 0 pontos

28) Lineu Linardi, 0 pontos

C 250 Cup

1) Luiz Sena Jr./Cleiton Campos, 91 pontos

2) Betinho Sartório, 84 pontos

3) Peter Michel Gottschalk, 82 pontos

4) Marcos Paioli/Peter Gottschalk, 77 pontos

5) Christian Germano, 61 pontos

6) Marcio Basso, 60 pontos

7) Flávio Andrade, 47 pontos

8) Max Mohr, 45 pontos

9) Beto Rossi, 43 pontos

10) Edson Ferreira, 36 pontos

11) Claudio Simão, 33 pontos

12) Roberto Santos, 24 pontos

13) Theo De Nigris, 20 pontos

14) Thiago De Nigris, 20 pontos

15) Bruno Mesquita, 17 pontos

16) Maurício Lund, 8 pontos

17) Alline Cipriani, 7 pontos

18) Carlos Alberto Guilherme, 5 pontos

19) Roberto Cirino, 3 pontos

20) Alexandre Navarro, 0 pontos

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *