Mercedes-Benz Challenge: na vitória de Gottschalk, Basso é o novo líder

– Márcio Basso chega em terceiro e assume o primeiro lugar na tabela
– Dominando quase toda a prova, Gottschalk também cravou a volta mais rápida da prova
– Luiz Sena Jr. e Cleiton Campos cruzam a linha de chegada em segundo e assumem a vice-liderança

O paulista Peter Michel Gottschalk venceu praticamente de ponta a ponta a segunda etapa da temporada de 2015 do Mercedes-Benz Challenge pela categoria C250 Cup. O paulista assumiu a primeira posição já na primeira curva e conquistou, também, a melhor volta da prova. No início da corrida, Gottschalk foi seguido de perto por seu companheiro de equipe, Marcos Paioli, mas não teve adversários diretos pela vitória.

A segunda posição no circuito urbano do interior paulista ficou com a dupla Luiz Sena Jr. e Cleiton Campos (RS/SC), e o terceiro lugar foi do ribeirão-pretano Márcio Basso. Com este resultado, o piloto local assumiu a liderança do campeonato com 32 pontos, dois a mais que a dupla Sena/Campos, que passou a ocupar a segunda colocação. A vitória deste domingo alçou Michel Gottschalk ao quinto posto na tabela, com 20 pontos.

“Gosto de situações extremas, como corridas de rua e provas na chuva”, disse o vencedor. “E acho que isso ajudou na disputa de hoje. A largada foi um momento decisivo para mim, mas depois disso meu trabalho foi colocar em prática a estratégia que acreditávamos ser capaz de levar à vitória. Meu rendimento hoje foi até melhor do que no treino classificatório, e consegui controlar bem a temperatura dos freios, outro ponto crítico em pistas de rua como esta”, acrescentou Michel Gottschalk, que chegou à segunda vitória em traçados urbanos na categoria C250. No ano passado, ele venceu a etapa de Salvador (BA).

Nas primeiras voltas, enquanto os pilotos da Paioli Racing seguiram tranquilos na liderança, a disputa pelo quinto lugar atraiu as atenções. Cleiton Campos (que divide o carro # 97 com Luiz Sena Júnior) liderou o pequeno pelotão formado por ele e os companheiros de equipe Christian Germano e Márcio Basso. Campos se aproveitou da disputa entre os rivais para abrir vantagem e superar, também, Théo de Nigris. “Esta foi uma corrida difícil, e completamos o nosso trabalho pensando no campeonato. Cuidamos do carro, dos freios, e construímos o caminho até o pódio”, disse Sena.

Na 14a volta, que marcou o início da segunda metade da prova, Peter Michel realizou sua parada obrigatória e deixou o caminho livre para Marcos Paioli imprimir o ritmo da prova pelas cinco voltas seguintes. Mesmo conseguindo uma vantagem teórica para assumir a ponta na parada obrigatória, o então líder do campeonato e seu companheiro Peter Gottschalk (pai do vencedor deste domingo) enfrentou problemas no pit stop obrigatório. Com isso, Peter deixou o pit em segundo, a 19s do líder.

O atraso na parada, no entanto, não foi o maior problema da dupla. Já enfrentando superaquecimento nos freios, Gottschalk foi ultrapassado por Márcio Basso na volta 24, e, no giro seguinte, encontrou a barreira de pneus depois de não conseguir frear.

Constância gerou liderança -Em sua segunda temporada na categoria, Marcio Basso assumiu a liderança do campeonato na base da constância. Segundo colocado em Goiânia, ele voltou ao pódio neste fim de semana e ressaltou a importância de realizar uma boa preparação física e técnica para a temporada.

“A competitividade da categoria exige muita dedicação e, neste ano, tenho me preparado de forma mais intensa para a disputa do título. Na corrida deste domingo, a estratégia de todos os pilotos foi parecida, mas no meu caso, em razão de um erro no treino de classificação, precisei fazer uma corrida de recuperação. Largando em nono, meu desafio foi encontrar um ritmo que me permitisse ser rápido sem desgastar os freios. Eu estava com problemas no rádio, então a equipe não conseguia me passar informações. No final, fiquei surpreso quando vi que estava em terceiro, um resultado muito bom depois de tantos problemas”, encerrou o piloto de Ribeirão Preto.

O Mercedes-Benz Challenge volta à pista no dia 31 de maio, no Autódromo Internacional de Curitiba, em Pinhais, na região metropolitana da capital paranaense. Confira as próximas etapas: 28 de junho, Santa Cruz do Sul (RS); 16 de outubro, Goiânia (GO); 13 de setembro, Brasília (DF); 8 de novembro, Tarumã (RS); 13 de dezembro, Interlagos (SP). Veja o resultado completo da corrida deste domingo, e a classificação do campeonato após duas etapas:

1) Peter Michel Gottschalk, 30 voltas em 46min48s515
2) Luiz Sena Júnior/Cleiton Campos, 47min07s920
3) Márcio Basso, 47min23s024
4) Betinho Sartório, 47min50s630
5) Christian Germano, a 1 volta
6) Theo De Nigris/Thiago De Nigris, a 1 volta
7) Flavio Andrade, a 1 volta
8) Edson Ferreira, a 3 voltas

Classificação após duas etapas:
1) Márcio Basso, 32 pontos
2) Luiz Sena Júnior/Cleiton Campos, 30
3) Betinho Sartório, 28
4) Marcos Paioli/Peter Gottschalk, 27
5) Peter Michel Gottschalk e Flávio Andrade, 20
7) Christian Germano, 18
8) Edson Ferreira, 17
9) Beto Rossi e Theo De Nigris/Thiago De Nigris, 10
11) Maurício Lund, 8

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *