Mil Milhas Brasil: Brasil contará com time de craques na prova

Não é só no futebol que o Brasil se destaca no cenário esportivo. Na última etapa da Le Mans Series, o País será representado por 11 pilotos consagrados no automobilismo mundial. Raul Boesel, Mario Haberfeld, Chico Serra, Daniel Serra, Xandy Negrão, Xandinho Negrão, Nonô Figueiredo, Andreas Mattheis, Fernando Rees, Francisco Longo, e Marcel Visconde já estão confirmados na Mil Milhas Brasil, que pela primeira vez encerrará a temporada da Le Mans Series.

Com 51 anos de história, a corrida mais tradicional do País será neste sábado, a partir das 12 horas, no Autódromo de Interlagos, em São Paulo.

“Participei das Mil Milhas Brasil em 1981. Estou satisfeito em voltar a correr nesta prova, que é a mais tradicional do automobilismo brasileiro. Para mim será uma experiência gratificante. Além de correr com esta supermáquina, a Ferrari F430 GT, será a primeira vez que vou dividir o cockpit com o meu filho. Estou confiante que vamos realizar uma boa prova e terminar entre os primeiros”, disse Chico Serra.

Daniel está também está confiante. O jovem piloto que se destacou neste ano como uma das revelações da Stock Car, acredita em um bom resultado na Mil Milhas Brasil.

”No ano passado, participei das Mil Milhas Brasil com a equipe da Maserati Competições. Foi uma experiência inigualável. Foi minha primeira prova de longa duração e aprendi muito. Neste ano, acho que vai ser melhor ainda porque vou correr junto com o meu pai e em um superesportivo da Scuderia Ferrari que tive a oportunidade de pilotar nos circuitos internacionais de Valencia e Monza”, falou Daniel.

Mas não será apenas Daniel Serra que terá a oportunidade de correr ao lado do pai na Mil Milhas Brasil. Xandinho Negrão dividirá o volante de uma Ferrari Ferrari F430 GT da JMB com Xandy Negrão e o amigo Andreas Mattheis.

“É sempre um prazer correr com meu pai. Ele é meu ídolo no automobilismo e sabe muito sobre corridas de carro. Faz algum tempo que não ando num carro de turismo, mas acho que a readaptação não será problema”, disse Xandinho (Medley Genéricos).

Experiente, Haberfeld foi chamado pela equipe Embassy Racing, para competir ao lado de Warren Hughes e Darren Manning com potente protótipo Radical SR9–Judd, da categoria LMP2.

“Minha ultima corrida em Interlagos foi em 2002 e foi muito emocionante. Larguei na terceira colocação e terminei a corrida em segundo. Foi meu primeiro pódio na F-3000 e muito bacana por ter sido no Brasil”, disse Mario, na época piloto da Astromega.

Em uma das principais equipes da LMGT1, Fernando Rees fará a sua primeira prova com carros de Turismo. O brasileiro vai competir com um Aston Martin DBR-9 da Larbre, ao lado dos pilotos Gregor Finsken, Steve Zacchia e Roland Berville.

“Será a minha primeira corrida depois de grave acidente em um teste de Fórmula-3000, em 2006, em Monza, na Itália. Precisamos ter uma estratégia elaborada, pois no Endurance isso é importante”, disse Rees.

A outra equipe que contará com pilotos brasileiros será a Stuttgart Motorsport, que terá um Porsche 997 GT3 RSR, da LMGT2, conduzido pelo trio Raul Boesel, Nonô Figueiredo e Marcel Visconde.

”É sempre uma alegria competir na Mil Milhas Brasil. Confio no trabalho do time e espero terminar entre os primeiros”, falou Boesel.

Mil Milhas de Autorama

Não são apenas as máquinas da Le Mans Series que irão fazer a festa nesta semana. Os fãs de automobilismo poderão se divertir com réplicas de autorama que disputarão uma prova de resistência nesta sexta-feira, a partir das 20 horas, no Paddock Premium do Autódromo de Interlagos. A corrida de longa duração terá encerramento será às 6h30 do sábado – dia da Mil Milhas Brasil.

“Iremos reproduzir a Mil Milhas Brasil, com réplicas autênticas dos carros da Le Mans Series, como Aston Martin, Ferrari 360 e 550, Corvette entre outros. Até mesmo a pista de autorama, com 45 metros, será uma réplica do circuito de Interlagos”, disse Del Grande, da DG Autorama.

No total serão seis equipes com seis pilotos cada. Com o revezamento, os competidores correrão cerca de 1 hora e 20 minutos, sendo que todas os times terão de fazer quatro paradas de boxes para troca de motores.

”Acho que o favoritismo é da equipe formada por crianças e adolescentes – com idades entre 11 e 16 anos. Eles têm pouca experiência, mais muita força de vontade”, explicou Del Grande.

Após o encerramento da prova de autorama, a pista estará liberada para o publico da Mil Milhas Brasil se divertir com as réplicas da Le Mans Series.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *