MINI Challenge Brasil: Etapa de Tarumã pode definir campeão da temporada

José Mario de Castilho correu pela última vez no circuito há 20 anos. Raphael Abbate fará sua primeira disputa no tradicional autódromo gaúcho.

Pela primeira vez em seus três anos de história, o MINI Challenge Cup disputará uma corrida no circuito de Tarumã, em Viamão (RS), na Grande Porto Alegre. A rodada tripla que, dependendo de uma combinação de resultados poderá definir o título em favor do gaúcho Vitor Genz, será disputada no próximo final de semana (29 e 30/09).

No rastro de Genz, que conta com 327 pontos, estão José Mario de Castilho e Raphael Abbate, com 280 e 260 pontos, respectivamente. Castilho já conhece a pista de Tarumã, mas não compete lá há muito tempo. “Há 20 anos disputei uma corrida lá, lembro que estava chovendo muito e conquistei a vitória. Acho que posso levar alguma vantagem contra aqueles que ainda não conhecem o traçado, mas sem dúvida o Vitor Genz e o Matheus Castro levam a verdadeira vantagem. Eles foram praticamente criados lá e sempre disputam corridas de outras categorias em Tarumã”, comentou Castilho.

Ainda com chances de brigar pelo título, o paulista Raphael Abbate nunca andou no circuito gaúcho, mas acredita que terá mais sorte do que na última etapa, disputada em Cascavel (PR). “Apesar de não conhecer a pista, eu sinto que terei mais chances de fazer uma boa prova em Tarumã. Em Cascavel enfrentei problemas no final de semana, inclusive tendo um pneu furado quando ocupava a terceira posição na última corrida. Pelo que pude apurar, o circuito de Tarumã possui muitas características parecidas com o de Cascavel, com curvas de alta velocidade, principalmente para a esquerda. Temos que tomar cuidado com essas curvas, pois qualquer erro em alta velocidade pode representar um acidente que nos tirará da prova”, avisou Abbate.

Castilho lembra que o lastro que alguns pilotos carregam pode não ser decisivo em Tarumã. Os três competidores que mais somarem pontos ao término de cada rodada tripla do MINI Challenge recebem peso extra para a próxima etapa. O piloto que mais pontos somar terá de carregar 25 quilos, o segundo leva 15 e o terceiro 10. A carga máxima permitida para cada carro é de 50 quilos. “Em Tarumã isso não faz muita diferença. Como temos muitas curvas de alta, não influencia tanto no desempenho do carro. O pior é quando se leva lastro nos circuitos mais travados, com muitas curvas de baixa velocidade. Isso faz com que o carro sofra um pouco mais nas retomadas e acabe perdendo tempo por causa do peso extra”, explica Castilho, que conta com o máximo de lastro em seu carro.

O lastro é retirado caso os pilotos terminem a etapa seguinte abaixo da sétima posição. Com isso, quem carregar peso extra e terminar entre a 7ª e a 10ª posição, perderá 10 quilos. Do 11º ao 14º, o carro perde 15 quilos. Após a 15ª posição, a retirada é de 25kg.

As atividades de pista começam na sexta-feira. As três corridas do final de semana serão transmitidas ao vivo pelo BandSports.

Confira a programação de pista em Tarumã:

Sexta-feira (28/09)
09h10-09h40 – 1º Treino Livre
11h30-12h00 – 2º Treino Livre
14h40-15h10 – 3º Treino Livre
16h30-16h50 – Classificação

Sábado (29/09)
10h13 – Corrida 1
14h28 – Corrida 2

Domingo (30/09)
10h53 – Corrida 3

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *