MotoGP: Próximas horas definirão participação de Pedrosa nos EUA

Vice-líder do Mundial de MotoGP, o espanhol Dani Pedrosa terá que esperar cerca de 32 horas para saber se poderá ou não se alinhar no grid de largada do GP dos Estados Unidos, programado para o próximo final de semana no circuito de Laguna Seca. A decisão será tomada segundo a evolução de seu estado de saúde no período.

O piloto sofreu uma queda neste domingo, durante o GP da Alemanha. Levado a um hospital de Barcelona depois de um atendimento inicial no circuito de Sachsenring, Pedrosa passou por exames onde foram diagnosticadas lesões em sua mão esquerda e no tornozelo direito.


“Dani Pedrosa apresenta uma inflamação generalizada na mão esquerda com hematomas nas veias dos tendões extensores. O piloto também tem uma fratura na falange distal do dedo indicador esquerdo, que foi reduzida sob anestesia”, explicou o médico Xavier Mir, chefe da unidade de cirurgia e microcirurgia da mão do Instituto Dexeus, onde o piloto está internado.


Os problemas não param por aí, de acordo com a equipe médica. “Além disso, ele tem ainda uma lesão na articulação interfalângica proximal do dedo médio esquerdo, que foi totalmente imobilizado. Por último, fizemos a fixação da fratura do osso grande do pulso esquerdo mediante técnica artroscópica. Confirma-se também que o piloto sofreu uma ruptura do ligamento lateral externo do tornozelo direito”, encerrou Mir.


Pedrosa soma 171 pontos no campeonato, contra 187 de Valentino Rossi. A terceira posição na classificação geral é do australiano Casey Stoner (167), seguido pelo espanhol Jorge Lorenzo (114).


Fonte: GazetaEsportiva.Net

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *