Motovelocidade: Scudeler vence em Santa Cruz e fica a quatro pontos do título da Superbikes

Piloto do Team Scud Petrobras precisa do 12º lugar numa das duas
últimas provas para ser o primeiro a conquistar o título brasileiro.


Gilson Scudeler deu neste domingo (24) um importante passo na disputa pelo título da categoria Superbikes 1.000cc na primeira temporada de sua inclusão no Campeonato Brasileiro de Motovelocidade. O paulista do Team Scud Petrobras venceu a sexta e antepenúltima etapa, no circuito gaúcho de Santa Cruz do Sul, e passa a depender de um 12º lugar em uma das duas últimas corridas do ano para confirmar a conquista de seu quinto título consecutivo.

Quatro vezes campeão da categoria Supersport, Scudeler foi segundo no grid da Superbikes em Santa Cruz do Sul, depois de cinco corridas consecutivas largando na pole-position. Na primeira volta, pressionou o pole Leandro Panades, mas o duelo pela liderança não aconteceu – o piloto da Suzuki sofreu uma queda ainda na primeira volta, abrindo caminho para que o líder do campeonato pudesse administrar o primeiro lugar na corrida.

Panades, em prova de recuperação, foi segundo colocado na prova. Ele é o único piloto que tem chances matemáticas de impedir Scudeler de se tornar o primeiro campeão da categoria Superbikes 1.000cc no Brasil. “Nossa situação no campeonato ficou muito boa”, constatou o líder, que tem na CBR 1000RR as cores de BR Petrobras, GP Lubrax, Honda, Öhlins, Akrapovic, Shark, Arlen Ness, Black Vision, Samacar, Pro Heads, Luna, Calfin e Alpinestars.

O Team Scud Petrobras teve em Santa Cruz um fim de semana dos mais produtivos. Danilo Andric Silva e Bruno Corano, seus outros pilotos, conquistaram o segundo e o terceiro lugar, respectivamente, na prova da categoria Supersport, na vitória de Murilo Colatrelli, que reassumiu a liderança do campeonato. Colatrelli está 11 pontos à frente de Corano, vice-líder. O mineiro Philippe Thirier, líder até então, finalizou a corrida apenas na sétima posição.

Scudeler foi, também, o autor da volta mais rápida da corrida. Completou os 3.530 metros de extensão do circuito gaúcho em 1min28s388, à média horária de 143,775 quilômetros.

Depois de 25 voltas, o resultado final da sexta etapa das categorias Superbikes e Supersport no Campeonato Brasileiro foi o seguinte:
 
1º) Gilson Scudeler (SP/Honda), Superbikes, 37min22s159
2º) Leandro Panades (SPSuzuki), Superbikes, a 42s635
3º) Robson Portaluppi (RS/Suzuki), Superbikes, a 44s013
4º) Murilo Colatrelli (SP/Kawasaki), Supersport, a 44s448
5º) Danilo Andric Silva (SP/Kawasaki), Supersport, a 49s153
6º) Alexandre Kracik (RS/Kawasaki), Superbikes, a 52s942
7º) Bruno Corano (SP/Kawasaki), Supersport, a 1min26s300
8º) Ricardo Simohara (SP/Honda), Supersport, a 1 volta
9º) Daniel Gurgel Mendonça (SE/Kawasaki), Supersport, a 1 volta
10º) Marcos Vilhena de Toledo (MG/Honda), Supersport, a 1 volta
11º) Philippe Thiriet (MG/Yamaha), Supersport, a 1 volta
12º) Willian Onzi (RS/Honda), Superbikes, a 1 volta
13º) Giovani Zandoná (RS/Kawasaki), Superbikes, a 1 volta
14º) Marcelo Fachinello Piccoli (RS/Kawasaki), Supersport, a 1 volta
15º) Elson Tenebra Otero (SP/Suzuki), Superbikes, a 1 volta
16º) Antonio Biacchi Filho (RS/Suzuki), Superbikes, a 1 volta
17º) Danglar Castilhos (RS/Honda), Superbikes, a 2 voltas
18º) Ricardo Gornati (SP/Suzuki), Superbikes, a 2 voltas
19º) Leandro Fernandez (RS/Suzuki), Superbikes, a 3 voltas
 
NÃO COMPLETARAM


Vinicius Fontana (RS/Suzuki), Superbikes, a 15 voltas
Antonio Estevam Bortolucci (SP/Honda), Supersport, a 22 voltas
 

CLASSIFICAÇÃO

A duas etapas do término do campeonato, os 10 primeiros colocados na classificação da categoria Superbikes são:

1º) Gilson Scudeler (SP), 140 pontos; 2º) Leandro Panades (SP), 94; 3º) Pierre Chofard (SP), 77; 4º) Pablo Martins (SP), 65; 5º) Alexandre Kracik (RS), 63; 6º) Luiz Carlos Cerciari (SP), 37; 7º) Elson Tenebra Otero (SP), 36; 8º) Robson Portaluppi (RS), 35; 9º) Gustavo Rodriguez (PR), 23; 10º) Sarin Carlesso (SP), 19.

Na categoria Supersport, as dez primeiras posições na tabela apresentam a seguinte classificação:

1º) Murilo Colatrelli (SP), 108; 2º) Bruno Corano (SP), 97; 3º) Philippe Thiriet (MG), 94; 4º) Danilo Andric Silva (SP), 78; 5º) Daniel Gurgel Mendonça (SE), 56; 6º) Ricardo Simohara (SP), 53; 7º) Marcos Vilhena de Toledo (MG) e Ademilson Peixer (PR), 36; 9º) Paulo Amaral Gabriel (SP), 34; 10º) Antonio Estevam Bortolucci (SP), 33.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *