Mundial Cross Country: Palmeirinha sofre violento acidente nos Emirados Árabes

Piloto brasileiro e o navegador português Filipe Palmeiro escaparam ilesos de uma seqüência de capotagens a mais de 140 km/h.

No primeiro dia que os competidores percorreram longa quilometragem no Rally Desert Challenge, 5ª e última etapa do Campeonato Mundial de Rali Cross Country, o brasileiro Paulo Nobre, o Palmeirinha (Itaú Private Bank), sofreu um sério acidente. No quilômetro 55 da especial, disputada nesta segunda-feira (29/10) entre as cidades de Abu Dhabi e Moreeb, a BMW X3 capotou cerca de oito vezes ao saírem de uma depressão, a mais de 140 km/h. A dupla saiu ilesa do acidente e ainda conseguiu terminar a etapa na 30ª colocação, com 2h42minmin57s de atraso em relação aos vencedores do dia, o piloto do Catar Nasser Al Attiyah e a alemã Tina Toerner, também com uma BMW X3.

“Estávamos num trecho rápido de areia, a uns 140 km/h quando caímos numa depressão muito grande. Na saída dessa depressão o carro deu um salto e caiu meio de lado, começando a capotar. Parecia filme de Hollywood. Fiquei esperando as capotagens pararem e o carro caiu com as quatro rodas no chão. Felizmente, não sofremos nenhum arranhão. Já o carro teve toda a parte de fibra destruída, ficando sem porta, teto e vidro, mas a estrutura suportou bem o impacto. Tivemos de trocar dois pneus que destalonaram e o dano mais sério que resultou do acidente foi a embreagem que não funcionava direito”, contou Nobre.

Mas o fato que deixou o brasileiro mais desapontado nesta segunda feira, aconteceu cerca de 15 segundos depois de sua BMW terminar de capotar. O espanhol Carlos Sainz, a bordo de um Volkswagen Touareg, passou pelo acidente a toda velocidade, sem parar para averiguar se Nobre ou Palmeiro estavam bem. “Pelo curto espaço de tempo que passou entre o término do acidente e a passagem do Sainz, acredito que ele viu tudo que aconteceu com a gente, mas ele nem parou. Agora a noite, ele me ligou para saber se eu estava bem e pediu desculpas por não ter nos ajudado. Deixei bem claro meu desapontamento com o Carlos, um verdadeiro ídolo para mim. Ele concordou com a minha opinião e novamente me pediu desculpas. Mas fiquei bem chateado com a opção pelo resultado que ele fez, já que no rali é de praxe um competidor ajudar o outro acidentado”, disse o brasileiro.

De volta a prova, Nobre/Palmeiro conseguiram imprimir um bom ritmo, até perderem mais tempo quando restavam 35 quilômetros para o encerramento do trecho cronometrado de 277 quilômetros de extensão, quando ficaram de vez sem embreagem. “Surpreendentemente o carro estava andando bem. Mas perdemos tempo verificando tudo após o acidente, depois ficamos parados numa área de assistência com os mecânicos da nossa equipe dando uma geral no carro e no final foi a embreagem que nos tirou mais tempo ainda. Mas o Palmeiro fez uma “gambiarra”, que nos permitiu tirar o carro das dunas e terminar o dia”, explicou Palmeirinha.

A seqüência de Nobre/Palmeiro na prova depende de uma vistoria dos comissários da FIA, que analisarão as condições do carro da dupla. Eles também verificarão as peças que tiveram de ser trocadas. A 2ª etapa do Rally Desert Challenge será realizada nesta terça-feira com largada e chegada na cidade de Moreeb.

Resultado da 1ª etapa
1º Nasser Al Attiyah/Tina Toerner (BMW), 2h41min11s
2º Luc Alphand/Gilles Piccard (Mitsubishi), a 23s
3º Stephane Peterhansel/Jean Paul Cottret (Mitsubishi), a 54s
4º Giniel de Villiers/Dirk Von Zitzewitz (Volkswagen), a 3min09s
5º Carlos Sainz/Michel Perin (Volkswagen), a 4min16s
6º Guerlain Chicherit/Matthieu Baumel (BMW), a 6min29s
7º Nani Roma/Lucas Senra (Mitsubishi), a 8min18s
8º Luis Monterde/Jean-Marie Lurquin (Schlesser), a 21min05s
9º Yeha Alheli/Khalid Alkhendi (Chevrolet), a 24min45s
10º Ahmed Bin Sugat/Abdulhaleem Zayed (Chevrolet), a 34min52s
30º Paulo Nobre/Filipe Palmeiro (BMW), a 2h42min57s

Resultado geral da prova
1º Nasser Al Attiyah/Tina Toerner (BMW), 2h42min58s
2º Luc Alphand/Gilles Piccard (Mitsubishi), a 26s
3º Stephane Peterhansel/Jean Paul Cottret (Mitsubishi), a 56s
4º Giniel de Villiers/Dirk Von Zitzewitz (Volkswagen), a 3min15s
5º Carlos Sainz/Michel Perin (Volkswagen), a 4min22s
6º Guerlain Chicherit/Matthieu Baumel (BMW), a 6min29s
7º Nani Roma/Lucas Senra (Mitsubishi), a 8min22s
8º Luis Monterde/Jean-Marie Lurquin (Schlesser), a 21min27s
9º Yeha Alheli/Khalid Alkhendi (Chevrolet), a 24min58s
10º Ahmed Bin Sugat/Abdulhaleem Zayed (Chevrolet), a 35min03s
30º Paulo Nobre/Filipe Palmeiro (BMW), a 2h43min02s

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *