Fórmula-1: Oscar Piastri nega anúncio da Alpine e diz que vai pilotar em outro lugar na Fórmula 1 2023

A Alpine anunciou que havia promovido Oscar Piastri para substituir Fernando Alonso – mas Piastri diz que o comunicado de imprensa não foi acordado por ele e acrescenta: “Não vou pilotar pela Alpine no próximo ano”; Piastri tem sido fortemente ligado à McLaren, com o futuro de Daniel Ricciardo em dúvida

Oscar Piastri refutou a alegação da Alpine de que eles o contrataram para a Fórmula 1 2023 e insiste – em uma reviravolta dramática na ‘temporada boba’ da transferência do esporte – que ele estará pilotando em outro lugar.

Alpine havia dito que Piastri, que atualmente é seu piloto reserva, estava sendo promovido para substituir Fernando Alonso.

O comunicado de imprensa não tinha citações de Piastri, alimentando rumores de que o australiano altamente cotado não havia sido consultado.

Horas depois, na noite de terça-feira, Piastri postou nas redes sociais para dizer que Alpine não teve permissão para confirmar sua contratação e, incrivelmente, que ele não vai pilotar pela equipe francesa que moldou sua carreira.

“Eu entendo que, sem o meu acordo, a Alpine F1 divulgou um comunicado à imprensa no final da tarde de que estou pilotando para eles no próximo ano”, disse Piastri.

“Isso está errado e não assinei contrato com a Alpine para 2023. Não vou pilotar pela Alpine no próximo ano.”

Há intensa especulação de que Piastri irá pilotar para a McLaren em 2023, com a equipe de Woking tendo entrado em contato com o jovem de 21 anos antes que a Alpine soubesse que tinha um assento disponível.

A Alpine, no entanto, acredita que Piastri tem uma obrigação contratual de pilotar para eles no próximo ano.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *