Outras: Ivan Schanoski é o primeiro campeão Brasileiro do Arrancadão de Tratores

O agricultor e pecuarista Ivan Schanoski sagrou-se tetracampeão do GP de Maripá do Arrancadão de Tratores e se torna o primeiro campeão brasileiro

Em uma decisão dramática, pois seu trator chegou à decisão com apenas três pistões, o agricultor e pecuarista Ivan Schanoski se tornou hoje (domingo) tetracampeão do GP de Maripá do Arrancadão de Tratores. Diante de sua torcida e familiares, ele derrotou o paraguaio Eduardo de Jesus Faustino, da equipe Cavalo de Aço e se torna o primeiro campeão brasileiro de Arrancadão de Tratores uma vez que o GP de hoje foi o primeiro disputado depois que a Confederação Brasileira de  Automobilismo (CBA) reconheceu as competições de tratores como uma categoria nacional.

Ivan arriscou tudo na decisão e mesmo com motor do trator da equipe Azulão/FM Pneus/Syngenta com apenas três pistões, ganhou a prova com o tempo de 9s113, contra 9s494 de Eduardo Faustino. “O preparador Ivanir Lazarin mandou acelerar tudo, mesmo que o motor explodisse na largada. Graças a Deus o motor agüentou e podemos comemorar mais este título”, diz Ivan.

Esta é a sexta vitória de Ivan no Arrancadão de Tratores.  Ele já havia ganhando em Maripá em 2005, 2008 e no ano passado. As outras vitórias foram Não-Me-Toque (RS) em 2007 e em Piracicaba (SP) em 2008.

O forte calor de registrado no final de semana na região Oeste do Paraná afastou muitos competidores das semifinais e finais. Na decisão do terceiro lugar, o maripaense Paulo Radetzeke, vencedor de 2006, foi para a pista apenas para cumprir tabela porque o paraguaio Alexandre Poland não pode largar porque teve a bomba de combustível e a turbina de seu trator quebradas na última largada da semifinal. O paraguaio, que ganhou em Maripá em 2007, ficou com o quarto lugar.

Em quinto se classificou Anildo Schanoski, primo de Ivan, e em sexto Irani “Nica” Kreutz. Os dois, pilotos de Maripá, também sofreram com o valor e foram alijados da disputa pelo título na segunda rodada da semifinal, quanto quebram os motores de seus tratores.

A prova de hoje foi marcada pelo acidente da dona de casa Darli Drisner, da equipe Cobra Racing. Na quinta rodada da fase de classificação ela bateu e capotou seu trator logo após cruzar a linha de chegada. Felizmente a segurança do trator funcionou como o esperado e ela não sofreu ferimentos. Mas mesmo assim a equipe médica da prova a encaminhou para o hospital local para exames e ficou em observação até às 22 horas. Este é o segundo capotamento de Darli na categoria. Em 2006 ela sofreu acidente semelhante em Fraiburgo (SC), quando também saiu ilesa do capotamento. 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *