Papo de Box: A primeira vez em Norisring, por Marcello Thomaz

A 4ª rodada da Seat Supercopa foi disputada no circuito de rua Norisring, na cidade de Nurenberg. A prova é a mais badalada do calendário, devido a presença em peso do público numa das pistas de rua mais tradicionais da Europa, que recebe provas desde 1947, no local em que Hitler realizava suas festas do partido nazista durante a década de 30.
Tirando o glamour e a história da pista, a minha expectativa era de um final de semana difícil, pois eu nunca havia guiado naquele circuito de rua. E como a programação da Seat Supercopa durante o final de semana é bastante enxuta e a chuva era esperada na região, as coisas ficaram mais complicadas.

No único treino livre que tivemos, uma sessão de 30 minutos na sexta-feira, a chuva se fez presente. Sem nunca ter andando com um carro de turismo no molhado, me saí muito bem, mantendo na maior do treino o 4º melhor tempo, o que me deixou animado já que existia a possibilidade da chuva continuar no sábado e no domingo. No sábado pela manhã, tivemos o treino classificatório, outra sessão de 30 minutos de duração. Só que a chuva parou e fui conhecer a pista de Norisring com piso seco justamente no treino que definiu o grid de largada. Ou seja, não deu para fazer mais que o 13º lugar.

Ao contrário das provas anteriores o carro tinha um bom comportamento, e apesar de estarmos num circuito de rua, consegui ganhar posições e terminei a prova na 9ª colocação. O resultado poderia poderia ter sido melhor, já que a corrida foi encerrada antes do tempo previsto devido a um forte acidente entre o meu companheiro de equipe, Marcus Steinel e o Philipp Leisen. O Steinel ficou sem freio no final da reta e acertou em cheio o carro do Leisen, que já contornava a curva seguinte. A equipe de resgate teve de ser acionada e Leisen foi encaminhado ao hospital, sendo que hoje posso falar que ele está bem, depois de passar por uma cirurgia, e já está iniciando sua recuperação.

Na segunda prova, no domingo, o carro não tinha aderência suficiente na primeira metade da corrida e o nosso ritmo não era bom se comparado com o os demais. Assim, perdi algumas posições no início da prova e posteriormente, com o carro mais equilibrado, recuperei algumas posições terminando a corrida mais uma vez na 9ª posição.

Foi um final de semana difícil para mim, onde as coisas aconteceram muito rápido. Tivemos um treino na chuva, uma classificação no seco e as duas corridas. O fato da classificação não ter sido boa comprometeu todo o final de semana, pela dificuldade em realizar ultrapassagens em um circuito de rua. Com certeza, se tivesse mais experiência no circuito os resultados poderiam ter sido melhores.

Bom, a Seat Supercopa vai deixar a Alemanha para a próxima rodada. Iremos até Mugello, na Itália, para a realização da 5ª rodada da temporada. Até lá, um grande abraço.

Marcello Thomaz

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *